31.1.05

"Se a Deborah Kerr que o Gregory Peck..."



A última edição da revista Bravo é dedicada ao verão, ao sexo e ao erotismo. Dentre suas reportagens, há uma muito legal sobre as cenas de sexo mais tórridas e excitantes do cinema. Este meu amigo em seu muito chic blog aponta a cena da praia em A UM PASSO DA ETERNIDADE como a sua favorita (dele e de Marina Lima na revista), a eleita pela Bravo foi a de Marlon Brando e Maria Shneider em O ÚLTIMO TANGO EM PARIS. Para mim não houve sequer escolha, na hora me veio à cabeça Jane Birkin e Joe D'Alesandro em JE T'AIME MOI NON PLUS, na violenta cena na caçamba do caminhão.
****************************************

E como uma coisa leva à outra, me vieram também canções para fazer sexo com força, pegada e tapa na cara!

1. Serge Gainsbourg & Jane Birkin - Je T'Aime Moi Non Plus
2. Tori Amos - Cruel
3. Placebo - Protect Me From What I Want
4. k.d. Lang - Sexuality
5. Depeche Mode - In Your Room
6. INXS - I Need You Tonight
7. Prince - Cream
8. Janet Jackson - That's The Way Love Goes
9. Madonna - Sanctuary
10. Moby - Porcelain
11. Goldfrapp - Lovely Head
12. Hole - Dying
13. Donna Summer - Love To Love You Baby (12" version)

E você? Deixe um comentário contando a sua cena favorita!

Um Banquinho, Um Violão



Quem gosta do visual de capas de disco sabe que algumas das melhores já feitas no Brasil são as de Bossa Nova dos anos 60 e 70. Nesta época, uma pequena gravadora do Rio chamada Elenco convidou o designer Cesar Villela para fazer as capas de seus artistas, dentre eles estavam João Gilberto, Nara Leão, Vinícios de Moraes, Baden Powel, Tom Jobim, Lennie Dale, Sylvia Telles, só para citar alguns. O mais curioso é que numa época que se carecterizava pelo excesso visual (de cores, elementos e traço), as capas da Elenco viraram cult justamente por primarem pela simplicidade. Desenhos pretos em fundo branco, fotos solarizadas e pontos vermelhos harmoniosamente colocados. Todos os discos da gravadora tinham exatos quatro pontos vermelhos na capa. É que César já era adepto das "bobagens exotéricas Cabala" nos anos 60 e o número 4 simbolizava a harmonia. Tudo isso é contado em A HISTÓRIA VISUAL DA BOSSA NOVA, de César G. Villela, um livrinho de 60 páginas ilustrado e interessantíssimo. Custa cerca de R$ 15,00 e vale muito mais do que isso.


.... Agora não posso postar, estou ouvindo o álbum novo do Garbage, BLEED LIKE ME! Ah, só sai em abril...esta internet não é o que há?
Click on the image to enlarge

28.1.05

Momento MELROSE PLACE



No prédio onde moro habitam também outros 3 amigos meus. É um entra e sai do elevador que ninguém tem noção. Um interfona pro outro "Tô descendo aí para tomar um café, tá?" ou "Tõ sem sono, vou levar umas cervejas pra gente conversar!". As vezes rola um bafo, o povo resolve ao mesmo tempo bater aqui e vira reunião. Condomínio de gente solteira também tem umas coisas punk, incêndio, suicídio (aqui no meu andar mesmo), pedreiro querendo pegar a síndica, bêbados que se mijam no elevador, pegação nas escadas, bate-boca na portaria, maconheiros, vizinhos psicopatas, septuagenárias ninfomaníacas e por aí vai...

Hoje depois de interfonar pedindo o seu fix diário de cafeína, a minha amiga me conta que fora num lugarzinho hype da cidade e na hora de pagar a conta de R$ 18,00 deu uma nota de 20. A moça do caixa fala:

- Posso te dar uma água de troco?
- Sim, se na semana que vem eu puder pagar com um garrafão de 5 litros!

Sim, dona Roberta, as advogadas são o que há.

*****************************************

...E Tori Amos continua no repeat, especialmente Hoochie Woman. Baixe aqui.

*****************************************

Hoochie Woman

A semana foi estafante, tanto emocionalmente como fisicamente. Trabalho, resoluções, coisas práticas que eu precisei fazer, tirando força não sei de onde. Papéis, dinheiro, passaporte, telefonemas, e-mails cortantes, saudade, incompreensão.

De tudo a gente tira uma lição. É bom alguém que te ama e que está ferido por teus atos te dizer algo bem ruim a respeito da tua personalidade. Desperta, acorda, trás pro chão. Era verdade, tu tinhas razão quando falaste que eu não sabia fazer nada sozinho. Eu que não soube ver. Me feriste, está doendo, mas tens razão. Os escorpianos, quando querem, sabem exatamente onde jogar o dardo com veneno. Dói, repito, mas faz efeito. Obrigado.

Num dos dias mais conturbados dos ultimos tempos, eu atordoado com tudo, chego em casa e tem o que me esperando? Orquídeas. Sim, ainda tem gente que fala através de flores. Lindas demais para este apartamento bagunçado. Num dia que tudo parecia difícil, desde tirar uma foto 5 X 7 até mandar uma merda de comprovante por fax, Deus manda lá seus enviados para dizerem que a gente não está tão errado assim. Pra deixar de lado o "acho que não era pra ti mesmo" e fazer dele algo bom e não uma ofensa.

Pela primeira vez esta semana toda, vou parar um pouco, mais tranquilo por já ter encaminhado tudo que eu precisava encaminhar. Um processo que começou há uns 6 meses, finalmente toma forma. Daqui a pouco vou ter datas e deadlines. São mais reais para trabalhar, objetivas, definitivas.

Não estou querendo falar com niguém. Isolamento total, se possível, por favor. On the rocks!

Minhas companhias para este fim de semana:



O novo álbum de Tori Amos, The Beekeeper é diferente de tudo, sem classificação, único e, por isso mesmo, fantástico.







Já que este cisne lindo não encontrou o filme no seu laguinho, deu vontade de ver de novo!





Por que uma dose de Paul Newman de vez em quando não faz mal a ninguém!

27.1.05

Megeras reloaded

Só interrompi a minha correria para lembrar que hoje, se os Correios forem sérios, deve chegar no Passo D'areia, em POA um pacotinho de CALEXIco. para Megeras. Com isto em 2 vias:




...e também o Sr. Blogólogo já publicou a entrevista das Megeras, depois da sua muito tendenciosa edição.

Making Love ...



Sem palavras...

26.1.05

I'm yet to be born


...
Chavão verdadeiro: "o exercício do perdão começa por perdoar a nós mesmos e culmina em perdoar a quem nos fez mal"

Numa busca muito quemsoueunestemundo me vieram canções caminhando pelo ar por suas próprias pernas:

1. John Miles - Song for You
2. Aretha Franklin - Respect
3. Tina Turner - River Deep, Mountain High
4. Natalie Merchant - One Fine Day
5. Lenny Kravitz - It Ain't Over Till It's Over
6. P.J. Harvey - Down By The Water
7. David Bowie - Heroes
8. Des'ree - I Ain't Moving
9. Talk Talk - It's My Life
10. k.d. Lang - Constant Craving
11. Robbie Williams - I Will Talk and Hollywood Will Listen
12. Etta James - Stormy Weather
13. Annie Lennox - Wonderful

25.1.05

A little bit closer


...

Está todo mundo falando deste filme, dizendo que é um soco no estômago, que a gente sai do cinema chorando ("leva uma caixa de lenços" me falaram) e que é um filme "verdadeiro". Pois bem, eu achei que os grandes méritos de Closer são o roteiro e as atuações. Ele começa devagar, te faz rir, se identificar com um ou outro personagem e depois ... pimba! Está lá você pensando naquele dia que soltou uma mentira atroz para esconder aquele seu casinho, nas vezes em que ficou se embalando na cadeira aos prantos, tentando escolher as palavras certas para dar o pé na bunda de alguém. "As vezes amar não basta" disse Alice.... "Acorda, Alice! Disso eu já sei há mais de um ano!" pensei eu quietinho no escuro. Juro que se não fosse meu amigo ao lado reclamando do filme, eu abria o berreiro. É, tem gente que não gosta, principalmente "certos tipos" de pessoas. E eu fiquei imaginando como teria sido se o destino tivesse colocado uma certa criatura na mesma sala de cinema que eu para ver este filme. Não, não, afasta de mim este cálice! Na verdade até nos colocou juntos, mas na tela, e eu detestei o que vi. Prepare-se, Closer está aí para incomodar. Eu detestei, filme chato! Disse coisas de mim que ninguém sabe, falou de gente que eu amo e amei e, ainda por cima, abriu feridas que eu pretendia esquecer para sempre. Conselho de amigo: não vá!

§ Julia Roberts e Clive Owen estão tudibom
§ Jude Law está ... bem ... Jude Law!
§ Natalie Portman tem cara de mentirosa mesmo, então até dá para engolir

*Momento PROCON: o Trailler do filme tinha como trilha a fantástica canção CARAMEL de Suzanne Vega, cadê a música no filme???
*Momento Brazil: Três (3) músicas de Bebel Gilberto tocam no Vernissage da fotógrafa Anna (Julia Roberts): Samba de Bênção, Tanto Tempo e Mais Feliz.

Eu, muito fã que sou do Rodrigo Salém, não me arrisco a escrever algo mais crítico a respeito do filme, além da minha própria experiência de espectador. Se você quiser ler uma crítica competente clique aqui.

23.1.05

A casa rosa e os bolinhos de chuva


...

Numa tarde gris como esta, não restava mais nada a fazer além de caminhar pela cidade já deserta, como geralmente ficam as cidades no sábado. Lembrou um pouco do lugar onde nascera, que no verão ficava assim vazio e sem graça, especialmente com tempo nublado. Não, não, engano, já era quase noite, 19:22. "Este horário de verão é um nojo!" Olhava os prédios gemendo de tão velhos, as ruas estreitas estalando, quase que pedindo para serem alargadas, dava pena olhar em volta. Os edifícios pareciam mais com idosos, senhores e senhoras, agigantados, enrugados, curvados. Descascando e deixando revelar um passado em que eram urbanos com U maiúsculo. Se pudessem falar, talvez contassem estórias de confeitarias bem frequentadas e cafés que borbulhavam de gente nas manhãs de outra época. Reclamando, diriam que as cores de hoje em dia são mortas ou escandalosas demais. Poderiam cantar os antigos lamentos, roucos, sem força. Alguns não aguentam e desabam, de cansaço ou dor. Tinha um casa antiga, cor-de-rosa desbotada, também descascando de tantas chuvas, situada numa esquina lá longe. Era numa rua movimentada, os carros faziam a curva por ali enquanto seguiam para a vida, mas ninguém dava conta da existência daquele prédio. De vez em quando, lhe caíam pedaços de reboco, como se quisesse chamar a atenção dos transeuntes. Quanto mais se tentavam remendar os buracos, mas desfigurada ficava a fachada. "Mas de quem é esta casa?" "Acho que não tem dono, já morreram todos." Na verdade, dizem que os herdeiros daquela família moravam longe e, por desleixo ou preguiça, sequer apareciam para abrir-lhe as janelas e deixar um pouquinho de sol entrar. Em agosto, daqueles frios, o telhado começou a silenciosamente ruir e assim continuou por algum tempo. Numa quinta feira, dia 9 de dezembro de 1999, só lhe restavam as paredes. Nada mais do vento soprando pelas frestas das madeiras, como um choro baixinho, nada do telhado rugindo nem do barulho de chinelos arrastados dos espíritos que ali vagavam. Demuliu-se, então, a casa que um dia abrigou tantos estranhos sob o mesmo sobrenome, mas que ficara esquecida numa esquina da lembrança. Eu morei nela e hoje ela mora em mim.

O perfume dos bolinhos de chuva fritando em algum lugar aqui perto me fez lembrar a minha avó, a casa rosa onde eu morei por 25 anos.

20.1.05

I CRYED A RIVER OVER YOU


...

Os americanos classificam a voz de Julie London como sendo uma SMOKY VOICE, enfumaçada, rouca e distante. Não aquela rouquidão de Bonnie Tyler ou Tina Turner, mas uma pungente, seca e, ao mesmo tempo, acolhedora. Só ouvindo mesmo para entender. Esta libriana, nascida em 26 de setembro de 1926, foi descoberta ainda jovem quando trabalhava de ascensorista, em 1944. Seu primeiro single, CRY ME A RIVER (escrita por um ex colega de escola), permanece até hoje imbatível, ninguém jamais interpretou esta canção como Julie. Por décadas Julie permanceu como símbolo da "cocktail culture", mais ou menos o que hoje chamamos de "lounge". Como toda libriana, ela era elegante e fria por fora, embora sugerisse um vulcão de sexo por dentro.



E este grande amigo meu faz aniversário no mesmo dia que ela. Estes librianos....

18.1.05

É Hoje!

Só para lembrar que é hoje, às 19:30 numa sala de chat uol aberta por assinanate (sob o nome de BLOGOLOGO), o chat com as Megeras Magérrimas.

Quem vai:








Então não esqueça:






17.1.05

Da série "ENFIM, DEUS SABE O QUE FAZ"


...

29 de julho, 1975. Não, não é minha mãe, é minha irmã/madrinha de gola roulé, no meu primeiro aniverário. Eu ganhei um Bambi empalhado cujas patas tinham arame por dentro. Alguém deve ter dito "Vamos montar o Alex no Bambi para tirar uma foto!". Que idéia ótima não é mesmo? ...e que ironia dessa vida. Ho ho ho!

Ah, sim...estrabismo era comum nos bebês da família.


Click on the image to enlarge

13.1.05

Ato falho

Parece que o grande tópico da temporada é, realmente, emagrecimento. Até nos relatos mais inocentes de felicidade a gente percebe algo de "adiposo".

E-mail de uma amiga:

CALEXIco.,

Bien, estou casada. Casei no ano-novo, no 1º minuto do ano de
2005. Casei numa festinha de reveillon, atrás de umas caixas
de som (casei com um DJ). Ninguém viu (nem eu, estava
escuro), mas chorei como toda noiva deve chorar.
Estamos morando juntos, saí do meu apartamento e fui para o
dele. �amos fazer uma garage sale, mas chamamos uns caras que
compram móveis usados e vendemos todo o lote de móveis e
utensílios nossos que não cabiam em um só apartamento, e
assim ganhamos um troco.
Somos nós 3, ele, eu e o Zeca, o gato cinza. O mesmo gato que me
mordia e mijava nas minhas mochilas agora me adora. Só que eu
brinquei tanto com o gato, sacudindo e dando almofadadas que
o bicho está com stress, com os pelos caindo e tentando fugir
de casa (uma coisa Fuga das Galinhas, toda semana um plano
diferente).
Ele, o marido, é extremamente magro, e me deixa
sempre gorda quando estou do lado dele. Depois que começamos
a namorar engordei "alguns" quilos, mas fazer o que?
Beijos


Felicidades, minha amiga! Marido DJ deve ser o que há, ne? ;-)



***Carpenters - We've Only Just Begun***


Hilária Tragédia


...

A primeira vez que coloquei os pés no Teatro São Pedro, em Porto Alegre, foi para assistir Tangos e Tragédias, pela mão de CALEXIco. brother e Ana, sua namorada na época, uma quase mutante. Lá se vão mais ou menos uns 15 anos. Lembro ter ficado abismado, não conhecia este tipo de humor, dificílimo de explicar, mas hilário. É contagiante, beira o mau-gosto só que nunca chega a tanto, é demoníaco, mas muito terno.

E não é que este irmão, depois de tantos anos resolve me fazer a surpresa de mandar o CD dos Tangos assim do nada? Como diria uma amiga minha, "cousa-de-Deus". A partir de agora, o CD, juntamente com o DVD autografado de Marisa, vai comigo aonde eu for, seja para Sibéria ou Sbórnia!

Dentre as pérolas compostas por Nico Nicolaiewsky e Hique Gomez, uma em especial me chamou a atenção por estabeler um link direto com uma certa megera que eu conheço:

A TR�GICA PAIXÃO DE MARCELO POR ROBERTA
(Nico Nicolaiewsky)

Marcelo apaixonou-se por Roberta
Mas a mãe do moço
Não permite o casamento
E ela disse: "Ele é muito tolo, ela é uma megera, parece um cachorro na coleira dela"

A mãe não permite o casamento e agora? O que fará Marcelo?

A resposta dentro em breves instantes...

Marcelo ameaçou suicidar-se
Para que a mãe querida
Abençoasse o matrimônio
E ele disse: " Sem minha Roberta, nada mais importa. Nada mais importa, nada mais importa"

O desespero tomou conta de Marcelo
E sua mãe não queria nem saber
Veremos agora o trágico desfecho
...

A mãe permanecia irredutível
Quando de repente
Pela porta alguém entrou
Era o delegado, o Reginaldo Arnyn
Todo apavorado, que falou assim:
- "Teu filho..."
- "Quem? O Marcelo?"
- "Está enforcado no almoxarifado ao lado do jardim"
- "Ah, meu Deus"

E Roberta noiva, tinha enlouquecido,
Estava internada ou algo parecido.
Uma vida sem amor
É como um jardim sem flor
É como esperar o trem que já passou
Parece às vezes cruel
Parece até invenção
Outros dirão, que parece normal
Como jornal, leite e pão
Como jornal, leite e ...
Uma vida sem amor

Para comemorar os 20 anos em cartaz, eles encomendaram um remix de Copérnico, a dança frenética da Sbórnia. Clique aqui para baixar.

12.1.05

Lights, camera, action!




Depois de uma negociação milionária, o Blogólogo finalmente conseguiu uma entrevista com as muito reclusas Megeras Magérrimas. Segundo promete o site, as moças por trás de um dos blogs mais acessados da internet brasileira, que já foi até reportagem da Globo, estarão em seu chat, vão soltar o verbo e talvez revelar a fórmula deste que é o blog referência de tantos, incluindo este que vos fala. Não percam!

Photo by David Lachapelle

Maus Hábitos


...

Hoje eu lia o post de uma amada autora porto-alegrense, que decidiu fazer a torturante pero bem-sucedida dieta de South Beach, e algo me bateu. Bem, no verão, por conta das pressões estéticas e sociais impostas a nós, a gente se sente na obrigação de mudar, malhar, suar, correr, tudo no afã de ficar bonito. Mas bonito para quem? Ou melhor, para que? Zelig, a terapêuta das estrelas, perguntou-me hoje algo bem intrigante. "Você não acredita nos elogios que te dão?" e "Quando você se olha no espelho, não se acha bonito?" A resposta foi "não". A verdade é que o esforço de "ficar bonito", assim quando feito por esta razão apenas, não faz a gente se sentir bonito, se ver bonito. Fazer exercícios? Ótimo, mas tem que ser com algum prazer de se estar fazendo algo divertido, saudável, bom para o seu corpo, ou seja, para você mesmo. Mudar sua rotina para esquecer aquele amor que tanto te machucou? Beleza, ajuda, maaaas não é tudo. Bom mesmo é você tomar plena consciência de quem realmente é, dos potenciais que tem, para poder voar bem alto.

Só que Old Habits Die Hard, como diz a música da trilha de Alfie. A gente tem que lutar e, aos poucos, se livrar dos (péssimos) hábitos antigos. O meu é o ócio. E vâmu lá! Página nova!


Click on the image to enlarge

11.1.05

Caso Verdade


...

Outro dia fiquei sabendo de um ocorrido cada vez mais frequente em todas as rodas: namordados psicopatas. O relato é algo que varia entre o tipo hilário e "Meu Deus! Iterna!". Foi mais ou menos assim:

Um moça, vamos chamá-la de "Clarice", recém saída de uma relação com o grande amor de sua vida, envolve-se com Glen, uma rapaz do interior descrito por testemunhas como "um rapaz simples", "querido", "carinhoso" e "na boa". No entanto, Clarice, sempre que podia, mantinha encontros furtivos com o ex, seu MBC (macho bom de cama), chamá-lo-emos de Roberto. Glen, segundo a moça, era péssimo de cama, embora fosse "um amor de pessoa". Roberto e Clarice nunca deixaram de ter contato, apesar de as fugidinhas de final de tarde estarem cada vez mais escassas, já que a menina não aguentava mais o sentimento de culpa, trair Glen era algo que a perturbava demais. "Ele não merece isso, Roberto" disse ela. Seria, então, melhor a todos que eles se afastassem.

Só que Cla (era sim que Beto a chamava ) também não podia mais conviver com a insatisfação imposta por Glen e resolveu que eles não mais dormiriam no mesmo quarto, ela precisava de um tempo para repensar a situação deles "enquanto casal". Imagine você, Clarice trouxe o moço do interior, arranjou emprego, acolheu-o na sua casa, era muita responsabilidade.

Nossa heroína então começa a receber e-mails anõnimos e ameaçadores. Para quem Clarice corre para pedir ajuda? Roberto, por supuesto! Beto, pessoa bem informada das cousas de internet, descobre através do número do IP que os e-mails ditos "anônimos" foram originados do próprio PC de Cla.

Clarice, estupefada, "transfere" Glen para o quartinho dos fundos enquanto pensa no que fazer. No dia seguinte, o York Shire de nome Fidel, "filho" do casal, amanhece morto no quintal. Não se sabe ainda se o assassinato do cão se deu por ciúme ou vingança pela péssima acomodação do quartinho.

A donzela, perdida com a situação, pede conselhos a Beto. O ex a manda tomar no cu, pois ela já tem provas o bastante pra saber que Glen é o autor das atrocidades.

Cla, pede mais um tempo a Glen, pois os acontecimentos são muito graves e ela não quer cometer uma injustiça. "Glen, você pode voltar para a cidadezinha imunda do interior de onde você veio, para eu poder viajar à Costa Rica assistir a um show da Jennifer Lopez com meus amigos?" Assim foi.

Claro, depois de um Show de J-Lo ninguém volta o mesmo. Imagine você se Clarice iria querer de volta aquele rapaz desprovido de classe e semi-analfabeto, especialmente depois de ser cortejada pelos tipos latinos mais sexy do América Central.

Nossa heroína retorna outra mulher, refeita. Agora não quer nem Roberto, muito menos Glen. Conheçe Cláudio, moço fino, de boa família, do tipo que não molha os cabelos quando entra no mar.

Coincidência ou não, os e-mails anônimos voltam a chegar, exatamente agora que Cla e Clau estavam embarcando no seu jatinho cor-de-rosa rumo à terra dos amores perfeitos. O autor das missivas, desta vez, dizia ser um exotérico que havia colocado as cartas para Clarice e visto coisas horríveis, inclusive trabalhos de magia negra, feitos por Roberto, com a finalidade de acabar com a vida da moça. A única saída, segundo ele, era voltar para Glen, uma vez q o moço servia como um amuleto protetor a ela, eram predestinados, coisa de Deus.

Clarice, tonta com o novo ataque não sabe o que fazer. A quem ela recorre? Acertou, Roberto. Novamente, Beto a manda para aquele lugar, só que desta vez a gargalhada foi mais longa.

Segundo a polícia, Glen está de volta à cidade, ao mesmo emprego e mora a 3 quadras da mansão de Clarice.

Mas Cla não é dessas de acusar ninguém sem prova. Seria injusto.

Pobre Glen injustiçado, esta trilha é pra você!

1. Addicted to Love - Tina Turner
2. Meu Vicío é Você - Alcione
3. Psycho Killer - Talking Heads
4. Can't Get Enough Of Your Love, Babe - Barry White
5. Slave to Love - Brian Ferry
6. (You Drive Me) Crazy - Britney Spears
7. You Oughtta Know - Alanis Morissette
8. Se Te Agarro Com Outro Te Mato - Sidney Magal
9. Crazy - Seal
10. I Love to Hate You - Erasure

Bonus track para Clarice

11. Hate To Say I Told You So - The Hives
Click on the image to enlarge

9.1.05

Dói Tudo


...

Emergência! Estou parecendo um tomate, já posso ser o novo elefante da Cica!

Mas a praia estava muito boa mesmo! Tirando o sol e o sal....
Click on the image to enlarge

What is Hip?


...

Seguindo a onda da Verve Records, a Warner resolveu chafurdar seus arquivos de antigos hits e chamar DJs do momento para revitalizá-los. Para nós brasileiros a seleção parece irregular, já que muitas destas músicas nem chegaram a tocar por aqui. Das mais conhecidas tem DO YA THINK I'M SEXY, de Rod Stewart; SUMMER BREEZE, de Seals and Croft; LISTEN TO THE MUSIC, dos Doobie Brothers; VENTURA HIGHWAY, do America e LOTTA LOVE, de Nicollette Larson.

Os Djs que participam do projeto: Deepsky, Meat Beat Manifesto, Supreme Beings of Leisure, Nightmares on Wax, entre outros.

O primeiro single proveniente da coleção é DO YA THINK I'M SEXY, eis o tracklist:

1- Ralphi's Retro Disco Vox Mix (7:40)
2- Craig J's Gospel Love Mix (6:37)
3- Ralphi's Sexy Dub Mix (9:18)
4- Bastone & Burnz Sexy Club Mix with Ishan (7:47)
5- Peter's Body Dub Mix (8:27)
6- Blow Up Remix (6:42)

Está difícil encontrar MP3 do What Is Hip, no entanto, dá para escutar as faixas na íntegra no site oficial. A minha favorita é Lotta Love.
Click on the image to enlarge

8.1.05

Pode sim!

Pimba! Bola na caçapa!

Tapinha nas costas, Calexico. Você merece!

**************************************

Da série SOU FEIA MAS TÔ NA MODA:

Se te virarem a cara por despeito, dá um sorriso porque, como diria a senhora do cafezinho, "a melhor vingança é ser feliz, seu CALEXIco."


**************************************
Deu no A Notícia:

"Advogada Rossela Ceni, hoje, reúne amigos para brindar a troca de idade*, em Florianópolis."

Coisa bem boa reencontrar uma galera que você já não via há tempos reunida. Emoção, fotos e fatos. Ter amiga fina é outra história!

*Isso é qualquer coisa!

Assunto da mesa dos médicos das estrelas: REFLEXO BULBO-CAVERNOSO. Um dedinho aqui, apertão ali e pronto, já da pra ver se você está tetraplégico ou broxa! Muita calma nesta hora!

**************************************

Por recomendação dos meus guias espirituais, hoje não vou à praia. Rumo à desobsessão da graxa!

**************************************

E este perfume que não vai embora? Delírio total!

6.1.05

A Fila Anda

Chega. Deu. Basta. Eu desisto. Não brinco mais. Acabou. Era isso. Enchi o saco. Torrei a minha paciência. That's all folks. Não quero mais saber. Recolhi as antenas, baixei o periscópio, desliguei o radar. Não procuro mais, não dou mais mole, não poupo o trabalho. Vai querer? Problema seu, vire-se ou desvire-se, conforme o caso. Não se trata de nenhum tipo de voto de castidade, mas de cansaço puro e simples. Cansei a minha beleza. Há vagas, mas o departamento de recrutamento e seleção foi desativado por tempo indeterminado. Os interessados devem mandar currículo em três vias com foto, acompanhado de carta de intenções de próprio punho e de recomendações, ficha corrida, atestado de bons antecedentes e ligar um dia sim outro não para ver se já tem alguma resposta. Não fechei para balanço, mas não faço mais propaganda. Aquela coisa de mala direta, panfleto na rua, comercial em horário nobre, marchandising na novela das oito, encarte em revista, página inteira em jornal - tô fora. Agora vou ser cool, tipo obra rara que tem que ser garimpada em sebos, edição especial de 500 exemplares para colecionadores, autografada, lançada há trinta anos. Não facilito: sorrisinhos, charme, insinuações, entradas, bola picando? Forget it. Vai ter que fazer promessa para Santo Expedito, Santo Antônio e Nossa Senhora Desatadora de Nós. Vai ter que rebolar meu nêgo, que agora o furo é mais embaixo, o arroz é mais soltinho e a rapa é na tampa. Tá a fim? Muito bem, me convença por que você é, afinal de contas, o homem da minha vida. E anda logo que eu estou com pressa.

Texto de Ticcia para o Focando. Sintonia, é isso que eu posso dizer.

5.1.05

Atenção, senhores passageiros!

Para facilitar a postagem de comentários, adicionei um link Comentário Facilitator Tabajara que se encontra um pouco abaixo do post. Fica bem mais prático para aqueles não têm um perfil do Blogger.

CALEXIco. Airlines sempre trabalhando para você voar cada vez mais alto!

Adiposidades Reloaded

PENSAMENTOS DE GORDA

- Agora no ano novo começo a dieta
- Quero estar gostosa pro carnaval.
- Juro que se eu emagrecer eu viro biscate!
- No dia 3 de janeiro me matriculo na academia.
- Só tô comendo esse Mousse agora porque o ano que vem não posso mais.
- Minha meta é eliminar 20 kilos até março.
- No próximo Natal largo desse tubo de esgoto e me encaixo num tubinho.
- Sandoval, me aguarde!
- Vou desfilar de biquini na frente daquele filho da p*#a e não vou dar bola!
- Melhor comer essa coxinha agora porque ano que vem não posso mais.
- Se não emagrecer 20 kilos até março, faço cirurgia do estômago!
- Até julho tô sarada e coloco um piercing no umbigo
- Massas nem pensar, mas só depois do reveillon.
- Graças a Deus inventaram o chocolate Diet!
- É lasanha, mas a coca cola é light!
- Vou trocar de homem como troco de roupa.
- Se a Maria Roliça conseguiu, eu também consigo.
- Com 3 plásticas e 2 lipo, não preciso nem de ginástica.
- Emagreço um pouco e só arrumo amigas gordas, que é pra sempre ser A gostosa.
- Vou dar pra todo mundo, menos pra "ele".
- Melhor ter celulite do que ter p* pequeno.
- Vou comer um chocolate hoje e amanhã, mas só porque no ano que vem não posso mais.
- Vou fazer um adesivo: "Eu odeio o Dráuzio Varela "

*Enviado por e-mail por Ju

Da série SENTA AQUI


...

Ontem recebi a visita de duas criaturas que eu amo de paixão, assim bem de surpresa mesmo, cada qual com histórias muito pitorescas. Me fizeram jurar com a mão na bíblia que eu não ia contar. A vontade é grande, mas promessa é dívida. Coisas que eu aprendi com elas:

1. Se você for visitar um ex que mora longe, na esperança de uma sessão remember, certifique-se primeiro de que ele não está namorando, evita surpresas;
2. Se a sua síndica bater de camisola, aos berros, às 8 da manhã na sua porta, NÃO ABRA (isso é muito importante);
3. Se você encontrar um ex num lugar em que você não gostaria de ser visto por ninguém, muito menos por ele, corra pra pegar uma revista Caras e esconda-se atrás dela;
4. Se o seu namorado precisa tomar Rivotril para se acalmar, INTERNA, NÊGA!
5. Se você flagrar seu namorado numa boate com outra, não faça escândalo, encha a cara e diga assim: "eum tzô induu pra casa, vaisz ficáá?"

Click on the image to enlarge

4.1.05

O Karma Adiposo

Me garantiram no centro espírita que esta não é a gordura do meu atual envólucro, foi herdada de outra vida de muito luxo e, a não ser que eu emagreça tudinho, não evoluo quando for para o próximo plano, volto gordo de novo (adicionadas estrias e celulites, só de punição) . Semana que vem começa o trabalho de desobsessão da graxa. Mas parece que eu vou ter que esperar um tal RITUAL DA ESPADA SAGRADA para depois passar para a DESOBSESSÃO DOS 32 CORPOS. Ser místico requer um tanto de desprendimento para não rir nestas horas.

****************************************************

Até lá eu tenho que repetir, todas as noites o mantra "Esta não é a gordura de agora e não mais me acompanhará".


Hollywood, o Sucesso!


...

Quem não lembra das propagandas dos cigarros Hollywood? Infância total. Esta aí é uma das tantas trilhas que faziam a gente babar pelos comerciais sempre cheios de aventura e gente saudável. Depois ainda se perguntam porque a nossa geração fuma tanto. Enfim, sempre fico pra cima escutando Song For U.
Click on the image to enlarge

3.1.05

Mentiras Piadosas


...

O título desta surgiu de uma música muito meiga de Shakira. Mas deixa a gente pensando: o que serão "mentiras piedosas"? Será mesmo um ato de piedade alguém mentir? Eu acho que não. Acho que as pessoas mentem para se protegerem ou preservar sua própria imagem e não há piedade alguma nisso, há isso sim, egoísmo. "Eu menti para te proteger, não te fazer sofrer" ou "menti porque não estás pronto(a) para escutar a verdade". Mas a mentira é um barquinho furado, um dia afunda. A merda é que às vezes quem está no barco somos nós. Veja bem, o contexto aqui é a mentira entre duas pessoas que se gostam, não vamos entrar no mérito mais amplo da questão, seria uma chatice só. Bobagem, todo mundo mente. A minha implicância é com o "piadosas" ou "piedosas", que confere a quem mente uma qualidade misericordiosa. Tem umas mentiras que doem mais quando descobertas e o amigo-de-um-amigo-meu ficou bem chateado com uma dessas aí. E eu, cujo vênus mora em câncer, fiquei viajando nestas canções:

1. Shakira - Antologia
2. Tori Amos - Enjoy The Silence
3. Nouvelle Vague - This Is Not A Love Song
4. In-Grid - Tu Es Foutu
5. Telepopmusik - Yesterday Was A Lie
6. Nei Lisboa - Pra Te Lembrar (culpa da Ticcia)
7. Duncan Sheik - Fake Plastic Trees (acoustic)
8. Liza - So Sorry, I Said
9. Martin Gore - I Want You Now
10. Tracy Chapman - Give Me One Reason
11. Sheryl Crow - Old Habits Die Hard (From the Alfie Soundtrack)
12. Tanita Tikaram - I Don't Wanna Lose At Love
13. 10,000 Maniacs - Let The Mystery Be