27.2.05

Oscar 2005

Sempre que eu penso em Oscar, eu lembro de duas coisas: Billy Crystal, com suas piadinhas infames e Cher neste Bob Mackie :

Não, não é uma boneca de cera do Madame Tussauds, é a Cher mesmo. É que a cerimônia de 1987 foi a primeira que eu assisti de cabo a rabo e a criatura imortal, que na minha opinião tomou aquela poção do filme A MORTE LHE CAI BEM: "Sempre Viva", ganhou a estatueta de melhor atriz por Feitiço da Lua. O filme do ano foi O Último Emperador, o antipático Michael Douglas ganhou o Oscar de melhor ator por Wall Street e, o mais importante de todos: (I've Had) The Time Of My Life foi a melhor canção, por aquele lixo do Dirty Dancing. Vamos combinar que o filme é ruim, mas a música dava uma acelerada no coração.
Festa de Babette bateu o maravilhoso Adeus, Meninos de Louis Malle e o ótimo Nos Bastidores da Notí­cia não ganhou nada. Já se pode notar que a noite dos prêmios da academia de artes e ciências cinematográficas dos Estados Unidos tem o costume de ser, em geral, injusta.

Me diz: desde quando Titanic, aquela celebração à mediocridade, é melhor do que Los Angeles - Cidade Proibida ou Melhor Impossível?? Na-na-ni-na-não!

Então fica meio difícil fazer previsões, não é mesmo? Mas dá pra apostar em quem a gente gosta, não tem dinheiro em jogo, por isso vamos lá¡:

Filme Estrangeiro:

Óbvio que o espanhol Mar a Dentro, de Alejandro Ameñabar, mas tudo pode acontecer, tem gente falando no sul-africano Yesterday... OK!

Roteiro Original:

Se o mundo for justo, ganha Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, mas pode-se esperar O Aviador saindo vitorioso.OK, o mundo é justo!

Roteiro Adaptado:

Sim, o Brasil torçe por Diários de Motocicleta e eu por Sideways. Sim, sim!

Atriz Coadjuvante:

Hum, esta é difí­cil. A mais cotada é Cate Blanchett, de O Aviador. Só que eu adoro a Laura Linney de paixão, e dizem que ela está estupenda em Kinsey, para o qual teve de engordar 15 quilos. Tem também Virginia Madsen, que fazia muitos filmes para a TV nos anos 80 e 90 e recebeu ótimas críticas pelo seu trabalho em Sideways. Sophie Okonedo eu não conheço, mas Hotel Rwanda só tem boas crí­ticas. E Natalie Portman, heim? Tomara que não!

Ator Coadjuvante:

A escolha óbvia é Morgan Freeman, que é sempre bom, porém fazendo a mesma coisa. Eu voto por Clive Owen.

Atriz:

Eu queria tanto que Kate Winslet ganhasse de Hilary Swank...Mas, a Hilary ganhou, merecidamente, eu é que sou do contra.

Ator:

Me explica, por que raios Jim Carrey não foi indicado por Brilho Eterno...? Se Jamie Fox não ganhar, acho que vão quebrar tudo no Kodak Theatre. Não houve quebraceira!

Diretor:

Muita Calma nesta hora. Desde que eu vi Meia-Noite No Jardim Do Bem e Do Mal, tirei o chapéu para Clint Eastwood, acho que ele tem a medida certa da ironia, do cinismo e da emoção ao falar dos Estados Unidos. Só que o favorito é Scorsese, que não foi premiado quando ainda fazia filmes bons, como Touro Indomável ou Os Bons Companheiros. E onde está Mike Nichols, de Closer??? Clint rules!!!

Filme:

Tá, eu sei...vai dar O Aviador de novo. Sim, ele fala de um dos grandes heróis americanos, um moço cheio de problemas, porém visionário blá blá blá... mas não seria fantástico se Sideways ganhasse? Seria, mas também não dá pra exigir tanto da "acadimia", como fala Elisabeth Heart. Deu Menina De Ouro, já está de bom tamanho!

Eu sinto saudade do tempo em que a gente ficava esperando os números musicais... Antônio Bandeiras de chapinha ninguém merece.

E nem me fale naquele escroto do Chris Rock apresentando. Onde está Ellen DeGeneris quando a gente precisa dela?

Agora, me diz, beeem pior do que o Chris Rock é o José Wilker. Quando indagado por Renato Machado (que já está caducando) a respeito de algum prêmio, ele dizia coisas brilhantes do tipo "Achei que caiu bem" "Sim, o som do filme é muito bom."

Beyoncee foi pau pra toda obra, cantou 3 canções indicadas. Dizem que ela serviu cafezinho e limpou o chão no backstage também!

Gisele Bundchen estava, bem, Gisele! Salve salve!

Chorei com Hilary-trailertrash-Swank e Jamie Fox... MUITO!

Charlize Theron é a mulher mais linda do mundo, depois de Gisele, obviamente!

A voz da tradutora Elisabeth Heart me levou de volta à minha infância querida, que os anos não trazem mais.

Um comentário:

  1. Anônimo8:25 AM

    O que eu mais gostei foi da aparição de Edna Mode, do "Mar Adentro" e do "Brilho Eterno" levarem prêmios, e do uruguaio beijando as mãos de Prince e mostrando como sua musica deveria ser cantada...
    E o que mais senti falta? De ver o Oscar ao telefone com o negrinho...
    Beijos
    S.

    ResponderExcluir