20.2.05

Soulmates Never Die

É engraçado como bloggar faz você encontrar gente que tem as mesmas idéias e gostos. Hoje eu estava lendo os textos do Júnior, sempre muito legais, e resolvi dar uma olhada nos blogs dos amigos dele. Num deles, o Quero ser Jeanne Moreau, da Karen Cunha (não, nãs não somos parentes, acho) morri de rir com dois filmes que ela odiou: O Pornógrafo e A Cartomante. O primeiro eu assisti em 2003 e realmente achei o filme mais sem propósito e chato da face da terra, já o segundo é tão ruim, mas tão ruim que eu tive que rir da minha cara depois de ver. Mas leia aqui o que a Karen falou, porque ela descreve melhor a sensação de assistir a esta porcaria.

Outro que sempre me surpreende é o
Teco Apple. Sempre que chego lá, ele está ouvindo os mesmos discos que eu. Ah, e ele também ama a Fionna Apple, o que é um ótimo sinal.

*****************************

Eu não sou muito de gostar de bandas, prefiro sempre as cantoras, mas tem algumas que eu gosto demais. O Placebo é uma delas e meu sábado foi cheio de Placebo.


Primeiro o DVD coletânea de vídeos ONCE MORE WITH FEELING, com o fantástico ví­deo de This Picture e Special Needs. Pena que o de Protegé Moi ( a versão em francês de Protect Me From What I Want), dirigido por Gaspard Noé, o mesmo de Irreversí­vel, não pôde ser incluído na coletânea pelo seu conteúdo "pornográfico", ou seja, baixe no e-mule!


Depois SOULMATES NEVER DIE, o show em Paris. Sem explicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário