31.3.05

CARTA PARA O VAZIO



Eu quero te dizer, Vazio, que a nossa história acabou. Passamos muitos momentos juntos, eu sei. Só que agora eu não te quero mais. Você me puxava para baixo, me queria sempre ao seu lado, foi egoísta e maquiavélico. Quase que eu pulei da sacada para me livrar de você, fui a centro espírita, tomei floral, fiz acupuntura, mandei rezar missa, acendi vela e nada de você me largar. Mal sabia eu que bastava dizer "não" e anunciar que acabou. Não se preocupe que eu não vou te esquecer, porque é imprescindível lembrarmos daquilo que nos fez mal para darmos valor ao momento presente. É só isso que eu vou guardar: a lembrança da sua presença me segurando pelo ombro e sussurrando no meu ouvido a incapacidade de ser mais eu.

Pode gritar, xingar, fazer intriga, é direito seu. Mas se hoje eu te deixo, é porque você pisou num calo que não deveria e abusou da sorte ao me subestimar, achando que me tinha sob controle. Engano seu. Você me acusou de mentir, sabendo que eu fui verdadeiro, só para acobertar seu plano de me ter no bolso para usar quando fosse conveniente. Eu te conheço, mas você não me conhece, baby.

Não adianta te dizer pra me esquecer, que eu sei que você vai atrás de mim onde eu estiver, mas não espere que eu abra a porta. Não se disfarce de saudade nem finja ser melancolia, eu te reconheço mesmo que você esteja atrás de uma máscara. Faça o favor de virar a cara quando passar por mim. Canse de mim, pegue outro, como você já vinha ameaçando a tanto tempo. Quero ver se alguém vai te querer.

Se hoje eu sou duro com você é porque o copo transbordou, o elástico arrebentou e eu resolvi ler os sinais, tão óbvios.

Você faz parecer que a sua vida é completa, que você tem controle, mas eu vou além, sei que é tudo balela. Eu sei o que passa na sua cabeça quando você deita, muito tarde da noite, sem um braço cheiroso para te agarrar. Não pense que a mim você engana.

Vá, siga a sua vidinha cheia de nada. Eu não te quero mais.

*

Este post/desabafo foi escrito ouvindo WAITING FOR THE NIGHT - DEPECHE MODE

6 comentários:

  1. Anônimo4:15 PM

    :P

    Uhuuuu, Mandou bem! Nada de dar chance pro passado!!! As vezes essas velhas atitudes e maneiras de viver, teimam em voltar... Nessas horas um texto desses, faz a gente lembrar que nao devemos esmorecer, e seguir nossos sonhos mesmo que o mundo pareça não conspirar a nosso favor... Ju

    ResponderExcluir
  2. Lindo lindo lindo texto. Ele tem alma, conteúdo. Um texto assim, substancioso, recheado, é o que mais magoa o Vazio.

    ResponderExcluir
  3. onde tá o Hotel do Moby? procurei no mês de março e não achei... :(

    ResponderExcluir
  4. Precisamos conversar sobre isso. Tem vazios reais e que não contém nada, tem vazios aparentes que contém porcarias inadequadas para o espaço que ocupam. E aí?
    Eu te amo.

    ResponderExcluir
  5. a fila anda. graças a deus.

    ResponderExcluir
  6. sem comentarios. ok, sei q isso aqui é pra deixar comentários, mas o q falar depois de ler isso?

    abraço.

    http://spaces.msn.com/members/dekka2005

    ResponderExcluir