1.5.05

H I T C H C O C K



Quando tinha por volta de 6 anos de idade, Alfred Hitchcock foi enviado por seu pai à delegacia de polícia local com um bilhete na mão. Chegando lá, entregou o bilhete ao delegado que o trancou numa cela por 10 minutos. Ao liberá-lo, o policial lhe disse: "É isso que acontece a quem se comporta mal!". Desde então, Hitchcock desenvolveu um verdadeiro pavor a policiais. Este trauma deve ter se transformado em descrença, já que em quase todos os filmes do velho Hitch a polícia não resolve coisa alguma, é sempre o incauto cidadão que desvenda os complicados mistérios presentes nas tramas de filmes como Psicose, O Homem Que Sabia Demais, Correspondente Estrangeiro e tantos outros.

Se alguém me pedisse para dizer o nome de um gênio do cinema no século vinte, assim à queima roupa, sem pensar, o primeiro que viria à minha mente seria o dele, morto há 25 anos, no dia 29 de abril de 1980. E, pasmem, Alfred Hitchcock nunca ganhou um Oscar de melhor diretor, só um pelo conjunto da obra em 1967, o Irwin Talberg Award, a maior graça da academia.

Talvez uma das grandes virtudes do diretor de Os Pássaros (com Tippi Heddren, a mãe de Melanie Grifith), além da inventividade técnica, seja o senso de humor. Em seus filmes, a tensão muitas vezes é aliviada por piadas inusitadas, personagens excêntricos e acontecimentos bizarros. Era tradição também que o diretor fizesse uma aparição relâmpago em cada filme, tão rápida que o espectador desavisado geralmente nem percebe. Aqui tem uma lista de todas estas participações, com fotos.

A foto que ilustra este post é do set de Um Corpo Que Cai (Vertigo, 1958) e nela, Hitch dá orientações a Kim Novak. As atrizes sempre foram endeusadas por Hitchcock, Grace Kelly, Kim Novak, Ingrid Bergman, Tippi Heddren, Marlene Dietrich, só para citar as mais famosas.


Enquanto fazia o casting para Topázio (Topaz, 1969), encantou-se por uma atriz brasileira para fazer o papel da protagonista: Eva Wilma (foto acima, do site oficial da atriz), mas foi substituida pela atriz alemã Karin Dor.

Nos seus mais de 50 anos de carreira como diretor, Alfred Hitchcock definiu o gênero do suspense como o conhecemos hoje, um legado no mínimo reverenciável. Se você não conhece muito de sua obra e tiver que assistir a um filme dele apenas, veja UM CORPO QUE CAI.

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário