26.11.05

COMO EU ESTAVA DIZENDO...

Corbijn

Depeche Mode por Anton Corbijn

Pronto. Sentei na frente do pc, e agora? Eu quero escrever. Na verdade o ideal seria escrever algo assim bem bonito, para que um monte de gente comente. Adoro comentarios. Mas escrever o que?

Pausa. Pensamento avulso.

Uma vez, numa oficina de escrita, a professora, com um corte de cabelo igual o da Cuca, do Sitio do Pica-pau Amarelo, porem morena e de pele terracota...

Pausa. Pensamento avulso 2.

Terracota nao eh nome de cor que se usa quando se quer pintar uma parede? Fica bem dizer que o tom de pele de uma pessoa eh terracota? Ainda mais de uma professora tao querida?

Bom, o que importa eh que ela comentou de um metodo - cujo nome nao me vem a cabeca - em que voce simplesmente senta e escreve tudo que lhe passa na cachola. Assim, deste jeito. Eu adorava a Cuca, com suas hiperboles, dramatica que so ela. Leoninos adoram hiperbole e drama.

Pausa. Mensamento avulso de numero 3.

Drama - 3o. Ato (de 1973) eh o nome de um dos discos mais legais de Maria Bethania. Disco mesmo, porque ainda nao foi lancado em cd. Por que ainda nao foi lancado em cd, se eh um dos discos mais legais de Bethania? Se lancado fosse, seria um dos cds mais legais de Bethania. Ah, bobagem. Esquece.

Eu ate queria dizer algo mais profundo, daquelas pseudo-profecias de auto-ajuda que fazem os leitores se sentirem traduzidos, lidos, compreendidos, sabe? O problema eh que nada me ocorre. Mas sigo no tac tac tac do teclado.

Ja esta ficando chato? Aguente firme que eu vou ver se tem algo explosivo e/ou de intensa beleza pela internet. Deve ter, ne? A rede eh tao vasta.

Mas antes disso, deixa eu contar que quem me mostrou Drama - 3o. Ato, aquele que eh um dos discos mais legais de Bethania, foi o Marcelo. Gravou em fita pra mim, com capinha de xerox e tudo. Eu escutei ate o walkman enrolar. Tinha um texto lindo da Clarice Lispector no final. Lembro? Nao. Nao lembro mais do texto. So sei que era lindo. Redundante dizer isso de Clarice.

Quanto cliche, por Deus!

Pausa.

Eu nao disse que ia achar algo bonito na Internet? Caio Fernando Abreu falando de Bethania. Pode? Sim, eu sou repetitivo. Algum problema? Na verdade, pensando bem, correndo o risco de ser eufemico, eu nao me acho repetitivo nao. Deve ser porque leoninos nao sao muito bons em auto-critica. No entanto, eu acho que o que eh bom, bonito, bacana, deve ser recorrente, concorda?

"Foram muitas Bethânias nesses mais de 20 anos. Ou era um só? O escritor Júlio Cortázar, fã confesso (não fosse um iniciado em magia), afirmava que Bethânia e Caetano são uma única pessoa: yin/yang, homem/mulher, Oxóssi/Iansã. Foi muito in, ficou inteiramente out ? até ultrapassar as divisões maniqueístas dos manipuladores da opinião pública para ocupar esse lugar muito especial só reservados ao mitos. Bethânia, deusa guerreira, de espada em punho e voz rouca, inconfundível, procurando sempre versos que falem às emoções dos apaixonados. Gosta-se dela como se cai em estado de paixão: além de qualquer razão.


E bela. Bela de um jeito que não é comum ser bela, cantora como não é comum ser cantora ? nesse desregramento de padrões estéticos, Bethânia funde a aspereza de onde começa o Nordeste com o requinte dos blues de uma Billie Holiday. Cantora diurna das terras crestadas pelo sol, mas também noturna, dos lençóis de cetim úmidos de suor e amor, transita numa carreira de impecável coerência com sua própria criatura: dividida em mel e espada. Padroeira dos apaixonados, também divididos entre o mel e a espada cortante da vingança. Dessa extensa legião, Maria Bethânia é a voz mais fiel."

Caio Fernando Abreu
Escritor
Simplesmente o melhor de Bethânia - Polygram 1988

**

Cafeina demais, mes amis, da diarreia mental.

***

5 comentários:

  1. Escrever tudo que passa pela cabeça...Vou fazer o mesmo.

    Leoninos...ai meu deus.

    Cadê o banner dos viciados em cafeína?

    Mais um post lindo.

    Cafeína nunca é demais.

    ...

    ResponderExcluir
  2. Querido,

    Eu amo esse disco e sempre escutei desde pequeno.

    Eu comprei o vinil em Torres em um sebo há alguns anos.

    O Sogro mandou gravar em CD alguns discos de vinil que não haviam saído em cd, dentre eles o Drama 3o ato.

    O problema é que ele é todo emendado e as faixas estão separadas por silêncios intermináveis!!
    Estou mandando a Clarisse para o teu email.
    Saudades
    M

    ResponderExcluir
  3. Eu vou tentar captar o instante já
    que de tão fugitivo já não é mais...

    ResponderExcluir
  4. e meta(se.a)linguagem em cafeína. ou codeína.? whatever.. rs...
    nossa, mr. caio falando de bethania é um desbunde...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo7:44 PM

    alex, nao vi nenhuma diarreia mental aqui, adorei o texto... sera que e por que eu conheço a tal professora da pele terracota tambem? ou sera que e por que eu tambem sou leonino???
    saudades ...
    tacel.

    ResponderExcluir