30.12.05

2005

2005



2005 foi, ao menos para mim, um ano de dizer adeus a gente que eu amo, de amargar a falta de contato, fazer as pazes com a distância e perdoar. O primeiro perdão deve ser, dizem os especialistas, aquele que você concede a si mesmo. Por tudo que você queria ter feito, mas não foi capaz, por todos os "eu te amo" que que você deveria ter dito, mas amarelou. A primeira chance que você deve dar, digo eu, é a si mesmo. A chance de recomeçar, de escrever bonito em folha em branco, passar a limpo o rascunho.

2005 foi, ao menos para mim, repito, um ano de suar no frio, de comer de uma lata, de contar as fatias de pão para não me fazerem falta no dia seguinte, de segurar o bicho que em mim se encontrava enjaulado. Tentar segurar, bem dizendo, porque nossos bichos vêm conosco a esta vida para crescerem soltos, se for ave, tem que voar; se for peixe, tem que nadar; se for leão tem que rugir.

"Temos de fechar os ciclos que ainda te incomodam", me disse Zelig, minha psicóloga, toda quarta-feira, quando eu baixava ferido no E.R. da cabeça. Gestalt. Funcionou. Na verdade, a boa terapia continua funcionando, porque deve ser um despertar, mais do que um mero tratamento. A minha Dra. Cris me devolveu o prazer de olhar aquele estranho que morava no espelho, quem eu evitava por achar fraco e bizarro. Me apaixonei e aprendi a dar ouvidos a ele.

Os muitos ciclos-círculos nesta capa, representam todos nós, nos encontrando e misturando cores.

Fazia tempo que eu não fazia uma compilation. Deu saudade.

1. Doctor Pressure - Mylo Vs Miami Sound Machine

Esta é a cara do
Marcelo. Tem Glória e tem electro. Duas coisas que aproximam a gente sempre. Marcelo, amigo querido, feliz ano novo, feliz casa nova!

2. Crazy - Alanis Morissette ( Claude La Gache mix)

Para Tacel, meu amigo amado, leonino como eu, complexo, pero sin perder la ternura.

3. Só Vou Gostar - Caetano Veloso (Dj Zé Pedro Mix)

...de quem gosta de mim", me disse o
Nino, em resolução definitiva e profética, em 2004. Bem fez ele. Não canso de dizer que o nino é meu fiel escudeiro, mesmo morando longe demais, mesmo não nos encontrando todos os fins de tarde, continuamos amigos e companheiros. Um lá e outro cá.

4. Number One - Goldfrapp ( Steve Angello mix)

Escorpianos não admitem ser número dois. É um ou nada. Há, pelo menos três deles na minha vida:
Romina, Ju e Fabrício. Admiro os três pelo que eles têm em comum e me apaixonei pelo que eles têm de diferente.

5. Never Gonna Give You Up - Rick Astley (Escape From New York mix)

Jessica ama, Julio detesta. Na verdade ele finge se irritar para fazê-la feliz na pirraça de surpreendê-lo com alguma música trash dos anos 80. Estes dois são a minha família perdida numa galáxia distante. Com eles, it always feels like home. E ainda tem o Oliver, meu afilhado querido.
Ollie

6. I've Got a Life - Eurythmics ( David Guetta & Joachim Garraud mix)

Belly, I know you've got a light, though it refuses to shine. A garota enxaqueca mas amada e engraçada que eu conheço na rede. Lotta luv!

7. Don't Explain - Billie Holiday (Dzihan & Kamien mix)

Para
Ticcia, Megera d'alem net, que me fez garimpar a rede à procura dos albuns da dupla Dzihan & Kamien. Nem preciso dizer que adorei. Uma mulher de muitas, muitas palavras.

8. Sway - Dean Martin & Julie London (Electro Lounge Mix)

Roberta, a outra face, bem menos oculta do Megeras, que sabe amar olhando como ninguém. Eu vejo no teu futuro, negrinha, muitas viagens e mais amor do que podes conceber nesta cabecinha de vento de sagitariana.

9. Volta por Cima - Maria Bethania ( Dj Zé Pedro mix)

Margaridas e mais margaridas. É Caio que encontra Clarice que ama Pessoa que não teve a sorte de conhecer Ana C. "Dar a volta por cima que eu dei, quero ver quem dava". Inventar margaridas não é para qualquer uma. Mas elas já descobriram que.

10. Simplesmente - Bebel Gilberto ( Tom Middleton mix)

O
Júnior fala de filmes falando de si. Nunca tinha visto coisa igual. Acho até que não há. Não do jeito que ele faz. Adorei quando ele contou ter chegado em casa para descobrir que sua mãe havia lido o blog. Querido.

11. Mr. Brightside - The Killers ( Jacques lu Cont Thin White Duke mix)

Eu sei que o
Teco Apple não gosta de remixes. Mas é nesta linguagem que eu sei falar. Até hoje eu não entendo como ele acha tempo para conhecer tanta coisa. Eu SEMPRE dou uma passadinha no The Way Things Are para me atualizar. Adoro.

12. Can't Resist - Texas (Bimbo Jones mix)

De aniversário ontem, a
Rou é capricorniana igualzinha a outra Ro (minha negrinha Rossela): sempre te deixam querendo mais. Não tem como resistir. Na companhia destas duas, não há tempo ruim. Só elegância e prazer.

13. Hung Up - Madonna (Stewart Price Extended mix)

Ring ring ring goes the telephone... na verdade goes the interphone. A Cris e a Gra moravam no mesmo prédio que eu e o interfone não parava. Minhas amigas guerreiras, no prazer e na dor, sempre acreditando. Foi graças à força de amigos como voces que eu tive energia para seguir.

14. Put'em High - Stonebridge Feat. Therese ( Steve Angello mix)

Para Doug, meu suporte inigualável em Londres. Sem ele, não sei como seria. Obrigado do fundo coração, meu velho!

Bonus track:

Guilt is a Uselless Emotion - New Order (Bill Hamel mix)

Para CALEXIco., aquele no espelho que não desiste, não se deixa esmaecer e ama cada vez mais.


"Por afrontamento do desejo
insisto na maldade de escrever"

Ana Cristina Cesar

FELIZ ANO NOVO A TODOS. SUCESSO.AMOR.DESEJO.

***

28.12.05

MAIS

Mais ou menos madrugada, mais ou menos acordado.

Eu quero mais de tudo. Andar mais, para chegar a mais lugares. Amar mais, para chegar a mais gente. Conhecer mais, para chegar mais perto de mim. Eu quero escrever mais, para chegar mais perto de vocês. Assim tenho vocês sempre próximos de mim.

Queria lembrar menos, para sofrer menos. Sentir menos falta, para chorar menos. Gastar menos, para precisar menos. Segurar menos, para lamentar menos.

Mas eu sou todo instino, às vezes menos, às vezes mais. Instável, inseguro, insustenável. Me equilibro entre o menos e o mais para não cair no mais ou menos.

A verdade é que eu quero mais e não sabia como te dizer.


***

25.12.05

SIMPATIA

Empilhadas

Eu quero quer sempre aquilo com quem eu simpatizo,
e eu torno-me sempre, mais cedo ou mais tarde aquilo com quem eu simpatizo.
E eu simpatizo com tudo.
São-me simpáticos os homens superiores porque são superiores,
e são-me simpáticos os homens inferiores porque são superiores tanto,
porque ser inferior é diferente de ser superior,
e isso é uma superioridade a certos momentos de visão.
Eu simpatizo com alguns homens pelas suas qualidades de caráter
com outros eu simpatizo pela falta dessas mesmas qualidades
e com outros ainda eu simpatizo por simpatizar com eles
porque eu sou rei, absoluto na minha simpatia
basta que ela exista para que eu tenha razão de ser!

Fernando Pessoa

***

REFLEXO

Reflexo


Mais um ano voou. Nos passou por entre os dedos como a areia fina daquela praia da minha infancia. Lá, bem no sul, o verao nao tem a mesma cara dos veroes em geral. O vento implacável faz a areia te chicotear as pernas, como se aproveitar o sol fosse um castigo católico, um prazer do qual temos de nos sentir culpados, punidos. Mas, me lembro muito bem, persistíamos, como persiste todo católico em pecar, pois sabemos todos como o fruto proibido tem um gostinho irresistível. Estacionávamos, em fileiras inimagináveis para quem veraneia na maioria das praias do mundo, nossos carros na beira do mar, no esforço improvisado de nos protegermos daquele sopro gelado que vem do polo sul, e cobríamos quilometros de extençao, sentados em cadeiras de alumínio com assentos de cores havaianas, nos entretendo a cuidar da vida alheia. Dissecávamos a estética e a conduta de quem passasse, sem dó, muito menos piedade, na triste certeza de sermos tambem prezas do crivo moral do carro vizinho.

Eu era uma criança atípica, como geralmente sao as criancas que tem esta "coisa" de escrever seus delírios quando adultas: observador ao extremo, de uma memória prodígia e imaginaçao fecunda beirando os limites da salubridade mental de pessoa odinária. Para nao parecer idiossincrático aos olhos dos adultos, fingia fazer castelos de areia, quando o que me interessava mesmo era o assunto da conversa dos mais velhos. Registrava tudo e depois, em doses homeopáticas, numa ida ao supermercado, ou qualquer outra situaçao trivial de convívio com meus pais e irmaos, tentava esclarecer os porques que me torturavam, tudo para tentar entender a conversa da praia. "Pai, o que é aborto?", "Por que voces nao falam mais com a familia da casa azul?", "O que é tomar tóxico?" e outras perguntas constrangedoras que só o desprendimento da infancia te permite fazer.

Em determinadas cidades, a praia é um evento social como qualquer outro, porém com o agravante de nossas imperfeiçoes estéticas atingirem uma obviedade algumas vezes aviltante. Justamente por isso, eu, pré-adolescente obeso e flácido que era, vi por bem me ocupar com tarefas que nao exigissem de mim tirar a camisa em público. Se todos os tópicos em todas as rodas lá sentadas fossem os mesmos daquela que eu conhecia, eu certamente deveria sofrer escrutínio identico ao que meus pais submetiam os conhecidos que passeavam chutando a água do mar em frente ao nosso Corcel 82. Pelo menos era este meu reciocínio. O que eu quero dizer é que praia nao é lugar de gente insegua e complexada. Ter filhos também nao. Só depois que eu cheguei ao ponto de contentamento e aceitaçao que me permitiu encarar tal cenário sem neuras é que eu vi que nada disso importa. Mas faz diferença em quem voce possa vir a se tornar.

Natal, fim de ano, amigo secreto, sao coisas que inevitavelmente me lembram praia e verao, me ocorreu enquanto eu tomava café, sentado na soleira do meu quintal e vendo o reflexo da árvore do vizinho na poça d`água, numa manha gelada de dezembro londrino. Fotografei para nao dizerem que faço drama demais.

***

14.12.05

INFORME

DESOLATION


Caro leitor,

Nos aqui da redacao estamos tremendamente emocionados com o numero de comentarios do ultimo post. Estamos tambem com saudade de estar com voces, de brincar com voces. No entanto, dificuldades tecnicas nos impedem de postar com mais (ou qualquer) frequencia.

O leitor Fuji nos manda uma cartinha contando que vai casar. Porque o mundo eh moderno. Felicidades, querido Fuji.

A leitora Ro queixa-se de nao ter recebido um certo telefonema. Soubemos de fonte fidedigna que domingo proximo seu telefone tocara.

A leitora Glaucia nos enviou uma cartinha com perfume de margaridas primaveris.

Marcelo, leitor assiduo, nos informa a respeito da sua festinha de aniversario e open house, realizada no sabado ultimo. Infelizmente, nosso colunista de plantao encontrava-se em Londres, na premiere de King Kong e nao pode cobrir seu evento, Marcelo. Nao deixe de nos comunicar a respeito da efervescencia social de Porto Alegre. FELIZ ANIVERSARIO !!!

Lili Cheveux de Feu, "???????" para voce tambem!

Rou, Mikael, Thiago, Pupura, Tacel, Cris tambem marcaram presenca, enviando cartinhas, comentarios e abracos.

Obrigado pelo carinho.

Voltamos assim que der.

***



6.12.05

CRASH

Crash


O que me agrada em filmes como Crash eh que eles baguncam muito do que pensamos e pre-concebemos a respeito do outro. Um roteiro inteligentissimo, um elenco fantastico, uma historia que vai te deixar pesando por horas. Legal mesmo seria assistir ao filme com uma turma de amigos e sair para conversar a respeito dele.***

5.12.05

TOMATE COVER

Image hosted by Photobucket.com

Fui procurar no dicionario o que significa exatamente a palavra "mediocre".

medíocre

do Lat. mediocre


adj. 2 gén.,
mediano;

meão;

que está entre o bom e o mau;

ordinário;

insignificante;

s. m.,
aquele ou aquilo que tem pouca qualidade, pouco valor, pouco merecimento;

esc.,
classificação escolar entre o mau e o suficiente.

**

Pois entao, tem coisas que eu ainda nao entendo nem vou entender. Continuarei mediocre e irritado, justamente por que a mediocredade dos outros me irrita demais. Eu fico levemente nervoso com gente que usa determinado termo, na clara intencao de parecer culto(a), so que acaba chamando caqui de tomate, por nao saber a que a tal palavra se refere exatamente.

Por exemplo, "cover" eh uma palavra inexistente na lingua portuguesa, emprestada do ingles e utilizada pela midia para referir-se a musicas de um certo artista quando regravadas por outros. Pode-se dizer, entao, que Tori Amos fez uma cover/versao de Smells Like Teen Spirit, originalmente gravada pelo Nirvana. Ha tambem quem se refira a uma banda que nao escreve seu proprio material de "banda cover". Ou seja, tomate.

Por outro lado, quando o/a artista grava uma musica sua que lembra outra conhecida, costuma-se dizer que ela utiliza "referencias" de tal estilo/banda ou "influencias". Em outros casos, pega-se um trecho, um riff de guitarra, uma nota e utiliza-se na intencao de trazer o antigo de volta, para fazer do novo mais divertido, o sample. Portanto, caqui.

Image hosted by Photobucket.com

Mas eu nem me lembro bem por que isso... ah, lembrei! Me pergunaram outro dia o nome "daquela musica da Madonna que eh cover do Abba."

A gente precisa abstrair, ninguem tem obrigacao de saber nada, a nao ser quem escreve por profissao e tem a responsabilidade de (des)informar o leitor, o que nao eh o meu caso.

***

4.12.05

I'M HUNG UP

la bruja

La Bruja, por CALEXIco. - London 3.12.05


Hoje nada funcionou direito, nem mesmo meu corpo. Durmi 4 horas, ligacoes para o Brasil nao completam, rede entupida, eu preciso trabalhar daqui a pouco. To com vontade de comer alguma coisa gostosa mas nao sei bem o que.

Ontem eu bebi. Muito.

the last


***

3.12.05

ANIVERSARIO DE FLOR

MMMargarida


Tão sutilmente em tantos breves anos

Tão sutilmente em tantos breves anos
foram se trocando sobre os muros
mais que desigualdades, semelhanças,
que aos poucos dois são um, sem que no entanto
deixem de ser plurais:
talvez as asas de um só anjo, inseparáveis.
Presenças, solidões que vão tecendo a vida,
o filho que se faz, uma árvore plantada,
o tempo gotejando do telhado.
Beleza perseguida a cada hora, para que não baixe
o pó de um cotidiano desencanto.


Tão fielmente adaptam-se as almas destes corpos
que uma em outra pode se trocar,
sem que alguém de fora o percebesse nunca.

Lya Luft

**

Marilyn te canta, com uma margarida na boca, um muito Feliz Aniversario, Glaucia!

***


2.12.05

SOL

De manha


Hoje eu acordei estranho e ainda tinha sol, da mesma forma que ja tinha sol quando deitei. Que vida eh esta de quem so vive a noite e de luz so tem a lua? Mesmo nao se podendo ver estrelas, porque aqui as estrelas do ceu sao esquisitas e timidas, ao contrario das pessoas. Ah, as pessoas, todas estranhas, emaranhadas em solidao e vivendo de momentos tao breves de felicidade que, de tao breves, descartaveis.

E la vem a sexta de novo. Meu amigo espanhol me diz que sexta nao eh o sexto dia e que eh bobagem numerar assim. Viernes eh mais bonito, me disse. Sexta pra mim eh primeira, ou segunda, dependendo da rota. Chega uma hora que tanto faz como tanto fez.

So sei que estou assim.

Acordei bemol


acordei bemol
tudo estava sustenido
sol fazia
só não fazia sentido

Paulo Leminsk

***


PAUSA PARA O CAFEZINHO

Madonna e Courtney Love daqui a 30 anos, na visao de David LaChapelle.

Caso nao consiga, va aqui e procure por MTV RAW.

***

VICIADA EM CAFEINA

Rita Hayworth tomando cafe

Rita Hayworth tomando cafe

***