23.1.06

CV

She Reads



Fuçando aqui e acolá pela rede, descobri que em 2002 havia entre os blogs a febre do Jogo do Currículo, ao que me parece iniciado por Marina W. Nele, os blogueiros listavam seus feitos bizarros, extremos, cotidianos e sabe-se lá o que mais.
Como eu sou um desocupado de plantão, faço o mesmo.


*Quando eu nasci, o médico me deu por morto. Só fui dar o primeiro suspiro fora da sala de parto, quando tudo parecia estar perdido.

*Eu sou leão com ascendente em peixes e lua em sagitário. Meus amores mais dolorosos e duradores foram com peixes e minhas paixões mais rápidas e divertidas, com sagitário. Ao contrário do que dizem a respeito de leoninos, eu não sou egocêntrico nem gosto de aparecer.

*Aos 8 anos de idade me disseram que eu não deveria ser mais criança. Me recusei e me recuso até hoje. Ser criança é um privilégio do qual eu não abro mão.

*Eu tenho diarréia nervosa crônica, assim como meu irmão do meio e minha tia solteirona.

*Uma das coisas que me deixam mais enfurecido é gente sem educação.

*Quando pequeno (já que não me deixavam ser criança e sim "pequeno") eu preparava sanduíches de carne moída, dados por meu pai aos mendigos que batiam a nossa porta na hora do Jornal Nacional.

*Podem dizer o que disserem de mim, se tem uma coisa que eu faço bem é ser amigo.

*Eu nunca esqueço do olhar da minha mãe quando dançamos a valsa na minha formatura. Assista aos 15 minutos finais de O Sexto Sentido e voce saberá porque.

*Me chamaram de "opinativo demais" e sou mesmo.

*Eu tenho, normalmente, uma paciência quase inesgotável para aqueles que precisam de atenção. Mas eu detesto, desprezo quem a exige.

*Eu nunca tirei carteira de motorista.

*No Brasil, eu tenho centenas de cds.

*Aos 12 anos eu já lia Machado de Assis e José de Alencar. Não entendia nada , mas eu queria ler. Desde então, eu leio de tudo, insisto até que faça sentido. E, quando faz, eu choro.

*De vez em quando eu sinto e ouço espíritos.

*Eu não acho nada demais no Rio de Janeiro.

*Conheço pouca gente que conhece música e cinema como eu. Procuro ficar amigo de todos.

*O meu sonho é ganhar para escrever.

*Não como frutos do mar.

*Sou intuitivo demais. Faço quase tudo por instinto.

*Já escrevi artigos que foram publicados com os nomes dos meus professores.

*Eu vivo lendo pessoas. O tempo todo.

*Eu beijo muito bem. Transo muito bem. Quando estou com vontade.

*Um dia me disseram que eu não tenho noção do meu potencial. Eu respondi fazendo sotaque e entonação de cantora bahiana "Eu vou te contar que você não me conhece."

*Eu só tenho disciplina para amar. Para todo o resto, eu sou um caso perdido.

***

11 comentários:

  1. Eu sou pisciana com lua em leão. :)

    ResponderExcluir
  2. Aninha10:45 AM

    "Eu vou te contar que você não me conhece´" é muito bom :)
    É muito bom vir aqui ler-te. Quando estou com vontade.

    ResponderExcluir
  3. Má com acento mesmo2:28 PM

    Eu também não como frutos do mar (sou alérgica)e não acho nada demais no Rio. Mas já namorei um cara que tem diarréia crônica nervosa, mas como ele é médico, ele chama de SII (síndrome do intestino irritável). No fim, acabei achando que eu era o motivo do "irritável" na síndrome dele e o deixei. Fui cruel demais?
    Beijos quentes aqui de Brasília

    ResponderExcluir
  4. Niña2:48 PM

    Casa comigo? Aqui tem sol e ofereço casa, comida e roupa lavada.

    ResponderExcluir
  5. marcos caiado6:43 PM

    * Queria ter escrito isso!

    ResponderExcluir
  6. Primeiro, tô com o Marcos - eu também queria ter escrito isso.
    Segundo, se não fosse bigamia, faria a mesma pergunta da Niña.
    Terceiro: pelo amor de Deus o que é isso? Leão com ascendente em peixes e lua em sagitário? Só pode ser brincadeira...Isso explica muita coisa. Sou sagitário com ascendente em leão e a Clara-Lua (minha filhota linda) é sagitário com ascendente em peixes. Tá bom isso?
    Viver lendo pessoas tbém tá fantástico e não falta em nada com a mais pura verdade dos fatos.
    Dio santo!!!!!!
    E eu adoro um caso perdido.
    Ah, eu também queria que teu sonho de ganhar pra escrever ser realizasse. Eu ia ler tudinho.
    Te adoro.
    Beijos alados e um abraço apertado.

    ResponderExcluir
  7. Precisamos urgentemente trocar mais e-mails. só isso que tenho para te dizer. O resto não vou tornar público por aqui.

    Amanhã coloco meu post sobre "A passagem" e vc pensa um pouco mais sobre a minha proposta.

    ResponderExcluir
  8. E apaixonante?
    Ou isso é nós que temos que dizer?
    Eu fico encolhidinha no meu canto, mas não vou resistir dessa vez: a-do-ro ler-te.

    De alguma forma, não sei te dizer exatamente qual, você me lembra, não sei dizer exatamente como, um amigo querido, o Guiu (www.lamenha.blogger.com.br). E isso é bom. :)

    beijo querido

    ResponderExcluir
  9. Du dudu Edu1:20 AM

    Eu tbém odeio frutos do mar, aliás, acho que ainda não estou preparado o suficiente para comê-los. Não consigo entender quem se delicia com os tais e no dia seguinte come uma picanha!!??Enfim...Com o teu CV me fez lembrar do filme "Leolo" o menino jurava que seu pai era um tomate, lembra?Aconteceu mais ou menos assim, Na Sicília, enquanto carregadores preparavam uma exportação de tomates para a América Central, um deles com seu grau de testosterona acima do normal e na falta de uma companhia, usou um rechonchudo tomate pra aliviar a sua "tensão", colocou-o de volta ao cesto , o mesmo seguiu e foi parar na feira onde a mãe do menino Leolo leva um escorregão derrubando a dita caixa de tomates que por coincidência do destino e fruto vai parar no meio de suas pernas em época fértil, eis que nasce nosso querido "LEOLO" "Porque eu sonho, mas não o sou...."

    ResponderExcluir
  10. Oi querido!

    Estou impressionada, nunca havia visto alguém se descrever com tamanha precisão.
    Mas de vc não esperava nada menos que isso (sinceridade e transparência).
    Depois de ter lido, minha saudade triplicou.
    Por favor escreva um e-mail para me contar como foram as festas de final de ano.
    Beijos da sua amiga Edna.

    ResponderExcluir
  11. Mírian3:03 PM

    Oi! Estou começando a me ligar nos blogs, tenho estado muito próxima ao de um amigo querido, aliás, querido nosso, hoje, agora, entrei no teu, gostei muito, senti e me identifiquei com este sensível comentário, mas eu amo frutos do mar tá?
    Com certeza nossos laços sofrerão um estreitamento, afinal de contas nascemos em lugares muito próximos...Muito prazer pela segunda vez!! Fique bem.

    ResponderExcluir