4.1.06

FOME

apenas uma laranja




Eu estou com fome. Eu sempre ouvi, desde pequeno, que não se faz nada de barriga vazia. "Saco vazio na pára em pé", me diziam meu pais. Mas escrever com fome te bagunça os sentidos e disso eu gosto muito. Hoje eu comi 2 torradas e tomei muito café. Há 6 horas. Então esta leveza do estômago vazio me deu vontade de escrever e de fazer balanços. Por incrível que possa parecer, não consigo evitar de lembrar que eu preciso comprar laranjas. Explico. Eu me gripo com facilidade, por conta da sinusite crônica, e umas 3 ou 4 laranjas por dia me mantêm saudável. Não vou filosofar dizendo que laranjas são simples e perfeitas, no formato, gosto e cor. Nem dizer que a gente gosta delas porque já sabe o que vai encontrar, porque é familiar e confortável, previsível. Eu preciso delas, gosto delas, assim, simples.

Também abundam na minha lista de coisas para fazer, ir ao correio, mandar cartões, cortar o cabelo etc. Cortar o cabelo é sempre uma decisão postergada ao limite. Síndrome de Sansão, me disseram uma vez. A verdade é que eu sempre saio mais leve depois de passada a tesoura. A coisa chegou no limite da razão e do bom gosto. Virou emergênca. Não há mais gel, mousse, cera ou pasta que segure. Então tá, amanhã!

**

Por que é que o Nino tinha que lembrar no msn que eu estou sozinho tempo demais? Me diz! Bateu carência. Não de sexo. De conversar no escuro. De dormir abraçado. Daquela angústia de saber se o celular está com sinal bom. De brilharem os olhos quando se sabe que alguém tem o mesmo nome.

Passou.

Então, só depois de comprar laranjas é que vou procurar a metade da minha.

**

Mary J

E o novo de Mary J. Blige, heim? Maravilhoso.

**


Quando entre nós só havia
uma carta certa
a correspondência
completa
o trem os trilhos
a janela aberta
uma certa paisagem
sem pedras ou
sobressaltos
meu salto alto
em equilíbrio
o copo d'água
a espera do café

Ana C. comme d'habitude.

***

3 comentários:

  1. vc me deixou mal com a analogia.. rs....
    ótima analogia, mas me lembrei que ando protelando a feira.. :)
    bjos!

    ResponderExcluir
  2. Má com acento mesmo3:22 PM

    Olha, nem café eu tomo mas acabei parando pra esse cafezinho e gostei tanto do que li que queria dizer que também tenho essa angústia do telefone, de vez em quando. Quando quiser sair pra procurar sua metade da laranja, pode passar por aqui, ok?

    ResponderExcluir
  3. bah, conversar abracado no escuro. fala serio. nao tem comparacao.

    tambem ando com saudade disso. e de ti! temos que viver janeiro como se nao houvesse amanha, em fevereiro to de volta ao brasil.

    beijo

    ResponderExcluir