28.3.06

O GRANDE T


Terminar um relacionamento, seja ele com quem a gente namora, tem amizade, trabalha, tico-tico no fubá, etc, não é das coisas mais fáceis, muito embora seja o mais coerente e correto a ser feito, pelo menos a longo prazo. E a gente sofre, eita como sofre!

Chega uma hora que dá um estalo, do nada, e você se dá conta que está melhor assim, do jeito que for.

A verdade é que os relacionamentos amorosos andam cada vez mais frágeis e aquela corda na qual nos equilibramos para manter - juntos - o namoro, ultimamente anda esticando muito pouco antes de arrebentar.

Não, nem venha, eu não namoro há um tempão. Falo isto tudo por ouvir daqui e de lá resmungos e choromingos. As pessoas já não sabem mais se amam, nem se "vale a pena".

"Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão freqüente. Caminho mais devagar, certo que na próxima esquina, quem sabe. Não tenho tido muito tempo ultimamente mas penso tanto em você que na hora de dormir vezenquando até sorrio e fico passando a ponta do meu dedo no lóbulo da sua orelha e repito, repito em voz baixa te amo tanto dorme com os anjos."
Caio F. Carta Anônima - Pequenas Epifanias

Sim, eu vivi amores assim. Já chorei lendo isso, escrevendo atrás de um postal - ou seria um cartão? - não importa. Eu chorei porque o meu amor era tão grande, tão maior que qualquer bobagem, que grifes, chatices, manhas, dinheiro, trabalho, cotidiano, ciúmes, obrigação. Chorei porque alguém já havia sentido o mesmo e escrito de forma tão delicada e sem fru-frus que eu queria demais compartilhar. Hoje menos coisas me fazem chorar, não que menos coisas me comovam, mas é preciso um pouco mais pra me fazer chorar.

7 comentários:

  1. Eu também vivi amores assim. E dói as vezes, mas é muito bom quando acontece e as duas pessoas tem coragem de se jogar, não é? Esses de prender a respiração, assim... Muitos beijos, lindo. E adorei que agora o Margarida está linkado. Só ví depois de comentar, mais cedo. Bjs,

    ResponderExcluir
  2. Isso aqui tá tão lindo. Tão... cool. Querido, superação.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo o novo layout, muito clean.
    Essa história de amores vividos e chorados então... melhor só ficar aqui pensando sozinho.

    Bom dia!

    ResponderExcluir
  4. e é melhor assim? comover-se sem lágrimas?

    ResponderExcluir
  5. Cara, sem palavras, acho que, isso é a real atualidade das relações humanas...No aniversário da morte do Caio, aqui em Porto Alegre, fizeram uma peça, com adaptações dos contos dele, foi maravilhoso.
    Tá de parabéns! Ficou show.

    ResponderExcluir
  6. Cara, sem palavras, acho que, isso é a real atualidade das relações humanas...No aniversário da morte do Caio, aqui em Porto Alegre, fizeram uma peça, com adaptações dos contos dele, foi maravilhoso.
    Tá de parabéns! Ficou show.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo1:41 AM

    you´re "one of a kind" ... and I love you.
    taz.

    ResponderExcluir