28.4.06

CAFEÍNA CLASSICS

Jane Fonda - Klute

Klute, de 1971, deu a Jane Fonda seu primeiro Oscar de melhor atriz, justamente fazendo o papel de uma prostituta envolvida num assassinato. Bem como costumadamente faz, o diretor Alan J. Pakula enrola e desenrola a trama à sua vontade, brincando com a noção de previsibilidade do expectador. Mas não é isto que faz de Klute especial. O que me chamou a atenção foi a estética do filme, variando entre o chic/moderno do mundo da moda, almejado pela protagonista (Bree Daniels), e a sujeira marginal das ruas de Nova Iorque, com seus crimes e perigos (representada muito bem pelo investigador taciturno John Klute).


Um roteiro impecável. Enquadramentos curiosos, sensíveis e expressivos. E aquela cara de filmão clássico dos anos 70, cheio de personalidade.


A primeira vez que eu vi Klute foi aos 14 anos. Revi quando tinha 20 e no ano passado. Fica cada vez melhor.



E no Brasil, ganhou o subtítulo de O Passado Condena.

Cartaz Original - Klute

4 comentários:

  1. Anônimo1:26 PM

    Alex
    eu tambem amo este filme e aquele decote dela no poster e demais, ne???
    bjo!!!
    taz.
    ps. vc conhece um filme com a Marion Hemingway em que ela e uma atleta e tem um affair lesbico com uma outra sapatinha??? to tentando me lembrar do nome ....

    ResponderExcluir
  2. Obvio q eu lembro "As Parceiras" (Personal Best, 1982), a Mariel Hemingway fazia corrida de obstáculos e tinha cenas fortíssimas...

    hehehehe

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9:45 PM

    Ai como eu so burro
    o nome dela é Mariel e eu banzo falando "Marion" ... dã!!!!
    GUILTY!!!!!!!!!!!
    hahahaha
    taz.

    ResponderExcluir
  4. Putz, que poster maravilhoso. Já não os fazem mais como antigamente :(

    ResponderExcluir