17.4.06

REÍRNOS COMO HERMANOS

Diferente

En el mundo habrá un lugar
para cada despertar
un jardín de pan y de poesía

Porque puestos a soñar
fácil es imaginar
esta humanidad en harmonía

Vibra mi mente al pensar
en la posibilidad
de encontrar un rumbo diferente

Para abrir de par en par
los cuadernos del amor
del gauchaje y de toda la gente

Qué bueno che , qué lindo es
reírnos como hermanos
Porqué esperar para cambiar
de murga y de compás.

Eduardo Makaroff

3 comentários:

  1. Tu tá certo. É muiiiiiiito linda. Muito. Eu não consigo parar de ouvir. Bjs. A Marília tá indo.

    ResponderExcluir
  2. coisa querida, eu também ando lunático total... no metrô, de preferência. consegui o cd todo, lindo, lindo, lindo.

    sexta eu fui ver a jane monheit. algo entre o inesquecível e o inesquecível.

    sábado eu vi manual do amor, italiano falando para mim, neto de italiano e o amor, veja se consegue assistir, calexico...

    domingo eu dormi porque o tempo virou. eu dormi muito.

    terça eu faço uma apresentação num festival fora do RJ, 2 horas de viagem com a Cia.

    quarta eu entro de férias, olha que metido.

    depois te conto dos meus quinze dias de bobeirão pro ar...

    beijo e saudade

    ResponderExcluir
  3. Adorei a dica, Seu Moço. Domingo eu vi este vídeo umas 5 vezes seguidas. A música é fantástica!

    Beijo.

    ResponderExcluir