3.8.06

Drama!

"Eu minto, mas minha voz não mente
Minha voz soa exatamente
De onde no corpo da alma de uma pessoa
Se produz a palavra eu

Dessa garganta, tudo se canta
Quem me ama, quem me ama
Adeus, meu olho é todo teu
Meu gesto é no momento exato

Em que te mato
Minha pessoa existe
Estou sempre alegre ou triste
Somente as emoções

Drama
E ao fim de cada ato
Limpo no pano de prato
As mãos sujas do sangue das canções"



Bethânia cantando o irmão. Cousa de arrepiar os pelinhos da nuca. Ouça.

Deixo tocando o cd inteiro, Drama (1972), e faço uma boa faxina no ap. Porque hoje é dia de Maria!

Vai me dizer que fizeram música melhor no Brasil? Os anos 70 foram um bafo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário