23.10.06

A Scanner Darkly




A Scanner Darkly, de Richard Linklater, virou vedete dos cinéfilos modernos do mundo inteiro por duas razões: o livro homônimo em que foi baseado, de Philip K. Dick (mesmo autor de Blade Runner) e a técnica usada para animá-lo, a rotoscopia, em que as cenas são filmadas com atores de verdade e depois recebem tratamento digital. Visualmente o resultado é impressionante porque, muito embora tenha as cores e movimentos de animação digital, consegue preservar as expressões perfeitas dos atores.

A história se passa no futuro, em 2013, e trata dos malefícios de uma nova droga chamada "Substância D", tão poderosa que divide a personalidade do usuário em duas. A complicação está no fato de Fred (Keanu Reeves) ser um policial infiltrado em um grupo de viciados e também usuário da substância. A trama é, em muitos momentos, confusa e chega a soar excessivamente didática em outros. Além de Reeves, estão no elenco Winona Ryder, Woody Harrelson e Robert Downey Jr, impagável.

Aqui no Brasil, ganhou o título de O Homem Duplo. Vá entender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário