20.11.06

Cafeína Classics - Selva de Pedra

Nunca na história da televisão um capítulo de novela teve 100% de audiência. A exceção é Selva de Pedra, de 1972, que teve, de acordo com o Ibope, a totalidade dos espectadores brasileiros ligados no capítulo 152 (em 04/10/72), em que Simone (Regina Duarte) era desmascarada.

Janete Clair baseou-se em Uma Tragédia Americana, romance de Theodore Dreiser, para escrever a história de Cristiano (Francisco Cuoco), Rosana/Simone (Regina Duarte) e Fernanda (Dina Sfat), talvez o triângulo amoroso mais bem escrito na tragetória das novelas brasileiras. Por causa de Selva de Pedra, inclusive, a atriz Dina Sfat (a vilã Fernanda) foi severa e repetidamente agredia na rua.

Foi esta novela que criou o monstro Regina Duarte. A eterna personagem boazinha que, enquanto sob o texto de Janete Clair, tinha certa consistência, ao contrário dos diálogos medíocres e idiotizantes de que é protagonista hoje em dia.

Em 1986, houve a segunda versão de Selva de Pedra, com Tony Ramos, Fernanda Torres e Christiane Torloni, também fantástica. É deste remake a cena abaixo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário