26.12.06

Back to life


Deu. Agora acabou, já é dia 26, passou. Nem doeu desta vez. Acabou a pressão social de a gente ter que ser feliz por umas horas da noite do dia 24. A imposição de sorrir e abraçar aquele familiar odiável, fingindo não ouvir os innuendos recalcados por ele proferidos. Mas a gente não deve esquecer que é uma escolha. O ideal do natal, assim como festa de aniversário, ano novo, formatura, é estar com quem se gosta e com quem gosta da gente. Porque a data, meus amigos, não tem magia nenhuma, sinto desapontá-los. A magia está em querer bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário