14.12.06

Globo de Ouro

Foram divulgadas hoje pela manhã as indicações aos prêmios Globo de Ouro. Qual não foi minha surpresa ao ver Penelope Cruz indicada a melhor atriz de drama por Volver. Não que eu não a julgue merecedora, muito pelo contrário. Almodóvar é um diretor de mão cheia e consegue de uma atriz geralmente irritante como ela uma atuação que emociona. Mas é raro uma atriz estrangeira estar nas categorias principais.


Ainda na mesma linha de atores irritantes regenerados pelo talento de bons diretores, Leonardo di Caprio foi indicado não uma, mas duas vezes ao prêmio de melhor ator de drama, por Os Infiltrados e pelo ainda inédito Diamante de Sangue. Eu já havia dito quando escrevi sobre The Departed que o ator havia mesmo subido no meu conceito. Desbancou inclusive o chato Jack Nicholson que tentou roubar a cena no filme de Scorsese mas teve que se contentar com a categoria de ator coadjuvante, junto com Mark Whalberg. Well done, Leo!

Martin Scorsese, coitado, concorre com duas indicações de Clint Eastwood (A conquista da Honra e Letters From Iwo Jima), Alejandro Gonzales Iñarritu (Babel) e Stephen Frears (The Queen).

A melhor filme de língua estrangeira, além de Volver, está O Labirinto do Fauno. Briga de foice. Esta categoria, por sinal, é meio polêmica porque honra os filmes não falados em língua inglesa, o que permitiu que APOCALYPTO, do irritante não-regenerado Mel Gibson, concorresse, apesar de ser uma produção americana só por ser falado em maia.

Meryl Streep concorre a melhor atriz de comédia ou musical por O Diabo Veste Prada e tem como principal adversária Anette Bening por seu papel em Running With Scissors. Correm por fora Toni Collette (pelo delicioso Pequena Miss Sunshine) e Rene Zellweger e, se der zebra, Beyoncé Knowles, a cantora que quer ser atriz.

A cerimônia de entrega dos Globos de Ouro acontece dia 15 de janeiro.

Veja a lista completa dos indicados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário