25.1.07

Em Suburbia




Olhem, meus amigos, eu sempre achei Kate Winslet uma chata de galochas, muito devido às suas atuações melosas em coisas como Titanic. Daí, um belo dia assisti a Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine ... 2004) e pensei "veja bem, na mão de um bom diretor, esta moça funciona." e funciona também neste Pecados Íntimos, marcado para estreiar dia 9 de fevereiro.

O diretor de Entre Quatro Paredes (In The Bedroom, 2001), Todd Field, pega um pouco mais pesado desta vez, ao retratar a hipocrisia e o preconceito de uma forma que não apenas os protagonistas, mas também o espectador se sente envolvido e, sem perceber, acaba fazendo julgamentos precipitados a respeito dos personagens.

O tom sarcástico do filme, especialmente no começo, já vale o ingresso, uma pena que, a certa altura, o ritmo aparenta desandar, mais ou menos nos últimos 45 minutos de projeção. Ainda assim Pecados é um filmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário