17.1.07

Ilusão, Dragão, Diana e Diamante

Eu preciso confessar que tenho achado o cinemão americano muito sem graça. Talvez porque os roteiros nada acrescentem no cenário criativo e as atuações não sejam lá estas coisas. Os últimos filmes que assisti desde dezembro tem em comum o fato de serem produções caras e visualmente caprichadas, porém sem muita novidade.


O Ilusionista é o mais interessante destes quatro. Tem uma trama legalzinha, Edward Norton e Paul Giamatti são grandes atores e o visual do filme tem uma identidade estética bem moderna. Só que ele promete uma surpresa no final, mas ela se revela menos surpreendente do que se espera.

Há um certo tom de conto de fadas que não combina bem com a narrativa.





Eragon quer muito ser O Senhor dos Anéis, mas não chega lá. O roteiro é fraco, alguns diálogos chegam a ser risíveis e nem as presenças marcantes de gente como John Malcovich e Jeremy Irons salvam a falta de consistência. É puramente sessão da tarde, por isso mesmo o público infantil deve adorar. A curiosidade fica por conta da participação da cantora Joss Stone como a bruxa cartomante. Ainda assim, é um filminho simpático. Espere, pelo menos, mais duas continuações.





Dreamgirls conta a história não-autorizada de Diana Ross and the Supremes, o primeiro grupo de cantoras a fazer grande sucesso nas paradas americanas. É caprichadíssimo na reconstrução visual da época, diverte um pouco, mas Beyonce é chata de qualquer jeito. A diversão é tentar adivinhar a que personalidade da música cada personagem se refere, já que não foi permitido o uso dos nomes verdadeiros dos cantores e produtores musicais.






Se você já viu Hotel Rwanda, não há necessidade de pagar 10 reais para assistir a Diamante de Sangue. Uma sucessão de cenas de ação muito bem feitas, uma pitada considerável de didatismo político e um tom de denúncia que, infelizmente, não leva o filme a lugar algum. O destaque aqui é o ator africano Djimon Hounsou, cuja presença é muito mais magnética do que a de Leonardo DiCaprio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário