16.3.07

Better than a work of fiction



...e Deus criou a mulher. Baboseira esta de costela. Ela saiu mesmo foi de dentro de dona Angélica que, imagino eu, gritava como louca. Deve ter morrido de calor por passar o verão inteiro com aquele barrigão de Leila Diniz, ainda que em pleno sul. E quem há de adivinhar a reação da vó Nininha quando viu pela primeira vez os olhos alargados que hoje me olham com jeito de quem enxerga o mundo além da redoma insuspeitável? Eles, que marejam por homens, nomes e canções. Na verdade, eles marejam pelo amor e por ele apenas se encharcam de doçura e às vezes tristeza, cercados de mega-cílios que ameaçam alcançar e apontam para o céu. E quem suspeitaria que dentro dela o amor é uma coisa simples? Eu nunca achei que houvesse no amor descomplicação. Até conhecê-la. Ao sentir de perto o carinho dessa mulher você sabe, apenas sabe, que é isso mesmo. Amar é o mais simples dos ardores, a mais descomplicada das filosofias.

Simple.

Nenhum comentário:

Postar um comentário