24.4.07

Discutindo a Relação (versão Marina Lima)

-Pra começar, quem vai colar os tais caquinhos do velho mundo, quem vai?
-Ah, quebrou não tem mais jeito!
-Esta noite eu quero te ter, toda se ardendo só pra mim!
-Mas eu tô grávida, grávida de um avião!
-Eu sei, criança eu sei.
-Eu tô quase lá.
-Não demora muito agora, toda de bundinha de fora.
-É tudo tão difícil que eu não vejo a hora disso terminar.
-Acho que o mundo faz charme e que ele sabe como encantar.
-Eu sei que o amor é bom demais, mas dói demais sentir.
-Mas o que que há com nós? O que que há com nós dois, amor? Me responda depois!
-As coisas não precisam de você. Quem disse que eu tinha que precisar? Tendo você, meu brinquedo, nada machuca nem cansa.
-Esta noite eu quero te ter, te envolver, te seduzir.
-Todo amor vale enquanto brilha. E eu não sei dançar tão devagar pra te acompanhar.
-Então venha me dizer o que será da minha vida sem você?
-Eu não quero deixá-lo na mão e nem sozinho no escuro. Mas os momentos felizes não estão escondidos nem no passado e nem no futuro.
-O que você precisa é de um homem pra chamar de seu, mesmo que seja eu!
-Não, não. Vou seguir o chamado. Onde é que vai dar, eu não sei.

E se encontraram anos depois, num show da Marina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário