8.5.07

Bad, bad system



Eu fui usuário de Windows 98 em outra vida e pra mim o maior avanço do Windows XP foi a possibilidade de recuperação do sistema. Se acontece algum imprevisto que danifique suas configurações, basta você restaurar o sistema para uma data anterior e tudo volta a funcionar zero bala. Claro que não resolve 100% dos problemas, mas é um conforto fenomenal se comparado à versão anterior em que para quase tudo se precisava formatar a máquina. Acho que este seria um recurso de grande valia para o ser humano também.

Digamos que você comprou uma máquina de lavar numa loja e dias depois descobre que na concorrente estava quase a metade do preço. Você restaura o sistema para o dia da compra e opta pela mais barata. Ou quem sabe você tenha causado um dano irreparável na vida de um cidadão por pura estupidez. É só escolher o ponto de reparo, clicar ok e pronto. Que maravilha.

Mas os sistemas operacionais têm ainda, por mais modernos que sejam, uma deficiência seríssima: não aprendem com os erros. Não importa quantas vezes você consertar o seu sistema, ao instalar tal e tal programas, ele insistirá na mensagem de erro. "O disco está corrompido". E não há santo que descorrompa. As pessoas não. Elas, muito embora nem sempre utilizem este menu, podem aprender com o que de errado fazem, porque sabem que não há como recuperar o sistema de uma vida. O problema é que nós nem sempre nos damos conta de que a falha é do nosso próprio funcionamento. E para alguns de nós a única solução seria formatar o HD.

Façamos então o back-up nosso de cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário