21.6.07

A felicidade não se compra

-Bom dia, em que posso lhe ajudar?
-Bom dia. Vocês têm felicidade?
-Infelizmente, tinha mas acabou. O estoque nunca pára nas prateleiras. [sorriso]
-E você tem previsão de quando chega mais?
-A qualquer momento, não saberia lhe precisar.
[olhar desapontado]
-Mas quem sabe o senhor não leva esperança? Esta nunca está em falta.
-Pode ser.
-O senhor tem preferência de cor?
-Tem verde?
-Temos sim, é a mais popular. É para presente?
-Não, é pra mim mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário