27.8.07

Mulheres

Falando no post anterior, vazaram na internet alguns pilotos das novas séries produzidas pela NBC/Universal, entre elas a versão 2007 de A Mulher Biônica. Desta vez Jamie Sommers é interpretada pela inglesa Michelle Ryan (foto) e estréia dia 26/09 nos Estados Unidos. Pelo que se pode ver no primeiro episódio, é uma espécie de Alias com toques de X-Men e nossa heroína tem uma arquiinimiga, Sarah Corvus, uma mulher biônica que deu errado.

Na original, Sommers era uma professora primária, nesta ela é garçonete e cuida da irmã deficiente auditiva. A primeira mulher biônica custou mais ou menos 6 milhões de dólares, nesta a inflação bateu forte: as pernas, ouvido, olho e braço biônicos custaram a bagatela de 150 milhões na nova versão.

"Estas mulheres não estão procurando pelo Mr. Big, elas são o Mr. Big" é a premissa de outra série anunciada pela NBC, Lipstick Jungle, baseada num livro de Candace Bushnell, a mesma autora de Sex and the City.
O elenco encabeçado por Brooke Shields tenta segurar a história bobinha dessas mulheres superficiais que em nada lembram as personagens na extinta série da HBO. São 3 mulheres ricas e bem sucedidas que se ocupam unicamente com o poder. Pelo que vi no episódio piloto, não acredito que vá emplacar.

Classe tem nome e sobrenome: Shirley Bassey. Quem mais lançaria um álbum moderníssmo aos 70 anos de idade? Get This Party Started é o primeiro inédito de Bassey em quase 10 anos e conta em todas as faixas com novos vocais e remixes dos magos da música eletrônica underground inglesa. Tem a faixa título, cover da americana P!nk, com um arranjo à la James Bond, uma versão fantástica de Slave to the Rhythm (de Grace Jones), Hello (aquela de Lionel Ritchie), Big Spender e o single The Living Tree, das meninas do Never The Bride (que, aliás, produziram o álbum todo).

Fiquei aqui puxando da memória se tem alguma cantora dessa idade que seja tão ... tão ... Shirley Bassey. Acho que não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário