1.8.08

Das coisas bonitas


Eu preciso registrar um agradecimento. Bem, na verdade vários. É o seguinte, eu adoro, ADORO, receber presentes. Fico todo faceiro. O problema que eu tenho uma certa incapacidade de dizer obrigado, me encabulo. Eu tenho intenção de ligar e dizer algo como, "pôxa, você acertou na mosca, que coisa bonita isso de você me enxergar num presente tão lindo". Mas acaba que eu me encabulo mesmo e não ligo. Acabo passando por mal-educado, coisa que eu não sou. Então, queridos, eu vou usar o blog. É o lugar onde eu fico à vontade.

Não reparem. 

Álvaro, Words Failed Me. Adorei demais o livro, o imã da Emily Dickinson faz um sucesso na minha geladeira.

Alex-Bsb, amigo querido, o livro das capas de disco virou uma bíblia pra mim. Serviu para me convencer que na próxima encarnação ainda faço capas de disco. O problema é que na próxima existência talvez as capas (e muito provavelmente os discos) não mais existirão.
 

2 comentários:

  1. Que bom que você gostou, Grande A.!

    Eu tenho um exemplar desse livro, e adoro o jeito como a autora brinca com essas idiossincrasias do inglês.

    E quanto ao imã... mais uma vez, eu sou fã da delicadeza da Emily Dickinson, e essa citaçãozinha é deliciosa.

    Só é pena que, coincidentemente, não estive presente quando nenhum dois dois foi dado a você! Vicissitudes da amizade interestadual.

    Se bem que você recebeu os presentes das melhores mãos que eu consigo imaginar para tal!...

    Mais uma vez, parabéns!
    Abração, do
    Alvaro

    ResponderExcluir
  2. Caro, parabéns atrasado, mas sincero. De sua leitora fiel e anônima!

    ResponderExcluir