22.10.08

Totally screwed up



Fatal (Elegy, 2008) de Isabel Coixet me deixou chateado por alguns dias. Me pareceu que o filme tenha sido uma tentativa de a diretora entender os homens. Ou quem sabe fazer as pazes com eles, já que em seus filmes anteriores (Minha Vida Sem Mim e A Vida Secreta das Palavras) eles não foram muito bem desenvolvidos, até porque não importavam à narrativa. E para entrar de cabeça e em alto estilo no universo masculino, escolheu adaptar uma obra de Philip Roth, O Animal Agonizante.

O problema é que, para Coixet, nós continuamos seres bem pouco evolvidos, fracos, imaturos e inseguros. E a fodona super-heroína do filme, o pássaro ferido, a fênix que renasce das cinzas e supera todas as adversidades, a Scarlet O'Hara madrilenha é Penelope Cruz, daí você tem uma idéia de como estamos mal. 

Mesmo assim, Fatal é daquela beleza precisa, quase cirúrgica cultivada por Coixet. O capricho das ambientações, o cuidado de colocar o personagem na cena como se fizesse parte de uma pintura renascentista, com seus detalhes de cor, sombras e expressão fazem da fotografia talvez o mais irrepreensível da película.

Mas é tão difícil acreditar nestas pessoas, elas são tão distantes, tão ocupadas com o vazio da sua superficialidade. São uns intelectualóides egoístas e sintéticos para os quais a ausência de traços mais humanos impede a identificação da platéia.

Mesmo assim, me chateei. E talvez porque ele pinta, de forma muito competente, um quadro bem trágico das relações amorosas, em que as pessoas acabam juntas mais por falta de opção do que por escolha própria. Fatal incomoda bastante, é o que eu posso garantir.

3 comentários:

  1. Ai, e até quando você fala mal, você acaba dando vontade de assistir ao filme. Tsk. ;-)

    ResponderExcluir
  2. Nossa... já tô chateada agora... Melhor esperar estar less screwed up....

    ResponderExcluir
  3. Eu me incomodei também. A coisa mais difícil do mundo, eu acho, é a gente encontrar alguém que deseje a mesma coisa; apesar de todas as outras idiossincrasias.

    ResponderExcluir